12 Abril, 2024

“Lula da Silva conseguiu corromper tribunais, senadores, deputados e órgãos de comunicação social”

Folha Nacional

Ricardo Amaral Pessôa nasceu em outubro de 1956 em Minas Gerais, no Brasil. Empresário de profissão, Ricardo tinha 35 anos quando imigrou para Portugal em 1991 onde vive e trabalha desde então, sendo também o presidente da Associação Brasileira de Portugal.

No seu entender, faz sentido uma personalidade como Lula da Silva discursar numa cerimónia no dia 25 de Abril, comemorativa da liberdade? 

Não, não faz o menor sentido. Penso mesmo que se trata de um retrocesso para Portugal. No dia em que falamos de Liberdade trazer para dentro do coração de Portugal um enganador, ladrão, mentiroso, traidor da pátria é um retrocesso para Portugal. Lula da Silva é, além disto tudo, um ditador que não respeita o povo brasileiro.

 

O presidente brasileiro está envolvido num dos maiores escândalos de corrupção a envolver um chefe de Estado. O que explica a sua reeleição? 

Lamentavelmente, nos últimos 40 anos de ditadura que passou pelo Brasil, Lula da Silva conseguiu corromper todo o Supremo Tribunal Federal, o Tribunal Superior Eleitoral, uma grande parte dos senadores e dos deputados e isto sem falar dos meios de comunicação social brasileiros. Com a história de ser um simples operário, Lula da Silva passou a ser um bilionário, tendo poder económico para comprar votos e corromper a massa pública.

 

Ter um presidente envolvido em tantos casos de corrupção pode comprometer o combate a essa mesma corrupção, tal como se espera que aconteça num estado de direito? 

Não será fácil tirar esse ditador ladrão do poder, pois, como disse na resposta acima, Lula da Silva sabe muita coisa da vida podre de todos os que se venderam e que ainda recebem altos valores monetários que são retirados dos impostos pagos pelo povo brasileiro.

O Presidente do Brasil demitiu o ministro do Gabinete de Segurança Institucional após a divulgação de imagens que o mostravam ao lado de invasores do Palácio do Planalto. Isto vem confirmar as suspeitas de que houve infiltrados na invasão?

Naturalmente que Lula só o demitiu para o deixar um pouco mais distante da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que, certamente, o convidaria para testemunhar a respeito da invasão e das imagens que o colocam lá. Mas eu tenho esperança que, de uma vez por todas, ficará claro que foi tudo planeado pela esquerda para justificar a prisão dos cidadãos que, em direito constitucional, protestavam em frente aos quartéis do Exército. Acredito que todos vão ainda reconhecer a verdade por trás do que aconteceu no dia 8 de janeiro, no Palácio do Planalto, e vão perceber que foi tudo a mando de Lula da Silva.

 

Como vê as declarações recentes de Lula da Silva sobre o conflito que envolve a Ucrânia e a Rússia, que colocaram o presidente brasileiro a defender Vladimir Putin?

Não poderia esperar outra declaração de um analfabeto político. Por ele, quanto pior estiver o mundo, melhor, mesmo que isso provoque o sofrimento e a morte de milhões de pessoas.

Lula posiciona-se frequentemente ao lado de líderes de países muito pouco democráticos, ou mesmo nada democráticos, como é o caso da Rússia e da China. Acha que o presidente do Brasil é um defensor dos valores democráticos?   

É claro que não. O termo democracia não faz parte do vocabulário de ditadores, como é o caso de Lula da Silva. Para ele e para todos os que o seguem, quanto menos ordem e progresso melhor.

Se as eleições fossem hoje, Lula da Silva voltaria a ser eleito presidente do Brasil?

Não creio. Os que votaram em Lula da Silva já estão arrependidos de o ter feito, pois nenhuma das promessas que fez durante a campanha eleitoral foi, até agora, cumprida. E não pode haver mais eleições sem haver forma de conferir os votos.

Folha Nacional

Folha Nacional

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados