22 Junho, 2024

PSP reforça patrulhamento na Figueira da Foz até 15 de setembro

©D.R.

A PSP da Figueira da Foz vai reforçar o patrulhamento na zona balnear e áreas de maior afluência turística do concelho até 15 de setembro, com elementos da Unidade Especial de Polícia (UEP) ou do Comando de Coimbra.

O comissário Augusto Freitas, comandante da Divisão da Figueira da Foz, explicou à agência Lusa que a operação “Verão Seguro” implica um reforço da visibilidade da Polícia de Segurança Pública (PSP), sobretudo aos fins de semana, até ao final de julho.

“A partir de agosto será uma presença mais assídua, até porque nessa altura aumenta o número de turistas, com a presença inclusivamente dos emigrantes”, sublinhou.

A visibilidade policial “será feita também através implementação das chamadas ciclo patrulhas, aproveitando as férias escolares e o pessoal do programa do Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade, já que a cidade favorece essa questão com as ciclovias junto à zona balnear”.

Segundo o comissário Augusto Freitas, a ação policial vai ter maior incidência nas zonas de praia e locais de maior fluxo turístico, como as zonas de diversão noturna, em que a presença será permanente.

Os meios a utilizar na operação deste ano, que já teve início no dia 15 deste mês, são idênticos aos dos anos anteriores.

Além do “Verão Seguro”, a PSP vai estar também envolvida nas operações “Portugal Safe Place”, direcionada para transmitir informações a cidadãos estrangeiros, “Chave Direta”, de vigilância às residências de quem vai de férias, e “Estou Aqui”, de distribuição de pulseiras a crianças para o caso de se perderem dos pais.

“No domingo vamos estar junto às muralhas de Buarcos a fazer a distribuição dessas pulseiras e do programa em conjunto com a Altice, que é parceira da PSP”, adiantou o comandante da Divisão Policial da Figueira da Foz.

Neste período, a PSP vai também intensificar as operações de fiscalização rodoviária nas artérias mais movimentadas da cidade, através de radares e operações de patrulhamento, bem como olhar para o estacionamento, “que nesta altura é sempre caótico”.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados