22 Maio, 2024

Tribunal condena 86 arguidos no julgamento dos ‘Hells Angels’

© D.R.

O tribunal de Loures condenou hoje 86 dos 87 arguidos do processo ‘Hells Angels’ a penas que variam entre um ano e nove meses, suspensa na execução, e os 15 anos e meio.

Na leitura do acórdão, efetuada pela juíza-presidente Sara Pina, apenas um dos 87 arguidos foi absolvido, tendo os restantes sido condenados por diferentes crimes, sendo que a maioria foi punida com penas únicas na ordem dos 12 anos.

A maioria dos arguidos foi condenada pelo crime de associação criminosa e por tentativa de homicídio na forma tentada, mas registaram-se também condenações pelos crimes de extorsão, roubo, ofensa à integridade física qualificada, tráfico e/ou consumo de droga, crime de dano e posse de arma proibida.

Da acusação constava o ataque cometido em 2018 pelo grupo ‘Hells Angels’, no restaurante Mesa do Prior, no Prior Velho, inserida na perseguição movida a Mário Machado, ex-líder do movimento de direita radical Nova Ordem Social e que pertencia ao grupo ‘motard’ rival “Bandidos”.

De acordo com a acusação, os arguidos e membros dos ‘Hells Angels’ elaboraram um plano para aniquilar o grupo rival “Bandidos”, em março de 2018, com recurso à força física e a várias armas para lhes causar graves ferimentos, “se necessário até a morte”.

O caso foi investigado pela Polícia Judiciária (PJ) e na fase de instrução o processo foi dirigido pelo juiz Carlos Alexandre, que tomou a decisão de enviar todos os arguidos a julgamento.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados