15 Junho, 2024

Preços do gás na Europa sobem após ameaça de greves na Austrália

© D.R.

Os preços do gás natural na Europa subiram hoje 9%, após os trabalhadores de um projeto de exportação na Austrália terem ameaçado com uma greve, em setembro, que pode afetar significativamente os fornecimentos globais.

contrato de gás natural TTF (‘Title Transfer Facility’), que serve de referência para a Europa, subiu 9%, para um máximo de 41 euros por megawatt-hora (MWh), enquanto o contrato para entrega em setembro aumentou 6,84%, para 38,9 euros por MWh.

Os trabalhadores das plataformas de gás de North West Shelf, detidas pela Woodside e que alimentam a maior fábrica de GNL australiana, ameaçaram avançar para a greve, a partir de 02 de setembro, por melhores salários e condições de segurança, tendo dado à empresa um prazo de sete dias, que termina no domingo, para chegar a um acordo.

Segundo a Bloomberg, as possíveis paralisações na Austrália podem afetar 10% das exportações de gás natural liquefeito (GNL), a nível global.

A Europa ainda está a recuperar da crise energética do ano passado, quando os cortes na oferta russa deixaram o continente altamente exposto às variações no mercado global.

Os preços do gás ainda estam longe dos máximos registados no último ano mas, embora a Europa raramente receba combustível da Austrália, as eventuais restrições no envio de GNL para a Ásia poderiam aumentar a competição por cargas alternativas.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados