15 Junho, 2024

Instituto de Conservação da Natureza liberta no Tejo 30kg de meixão apreendido

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) libertou hoje de madrugada no Rio Tejo cerca de 30 quilos de meixão, no valor aproximado de 200.000 euros, proveniente de uma apreensão no Aeroporto de Lisboa.

© D.R.

A apreensão resultou de uma ação de fiscalização e combate ao tráfico ilegal desta espécie, conduzida pela Autoridade Tributária e Aduaneira na alfândega do Aeroporto de Lisboa, segundo um comunicado do ICNF.

Os exemplares foram apreendidos vivos e tinham como destino o Senegal.

Após terem sido confiscados, foram pesados e libertados no Rio Tejo pelo ICNF.

A pesca de meixão é ilegal e a técnica utilizada, que consiste na utilização de redes de malha muito finas, tem um impacto negativo na biodiversidade dos rios, contribuindo para a destruição dos recursos biológicos, sobretudo da enguia.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados