20 Abril, 2024

Oposição venezuelana denuncia detenção de sete coordenadores partidários

A oposição venezuelana denunciou na terça-feira a detenção de um coordenador do partido Vente Venezuela (VV), liderado pela vencedora das primárias da oposição, Maria Corina Machado, elevando para sete o número de dirigentes detidos nas últimas semanas.

©Facebook de Maria Corina Machado

 

“Alerta: O nosso coordenador de Girardot [município], Joe Villamizar, foi injustamente detido por funcionários do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin) no estado de Arágua”, denunciou o Vente Venezuela na rede social X.

Na mesma rede social, o VV explicou que a detenção ocorreu em 19 de março, que aguardam que seja presente a tribunal e que “estão a negar-lhe o acesso a defesa privada”.

“Exigimos respeito pelo devido processo e a sua libertação imediata”, sublinhou.

 Segundo o VV, a detenção teve lugar sem uma ordem judicial, desconhecendo-se os crimes de que é acusado.

Nos últimos dias, as autoridades venezuelanas detiveram Whillfer Piña e Renzo Flores, do partido Causa R, uma das organizações que apoia Maria Corina Machado, por alegadamente fazerem parte de uma conspiração para assassinar o Presidente do país, Nicolás Maduro.

Os coordenadores de Vente Venezuela Emill Brandt, Juan Freites, Luís Camacaro e Guillermo López também foram detidos nas últimas semanas.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados