22 Maio, 2024

Novo fracasso no lançamento de foguetão H3 do Japão

©D.R.

A agência espacial do Japão Jaxa ordenou hoje a destruição do foguetão H3, pouco depois da descolagem para o voo inaugural, devido a uma aparente falha nos motores secundários.

Desenvolvido conjuntamente pela Jaxa e pela Mitsubishi Heavy Industries, o foguetão descolou do Centro Espacial Tanegashima, em Kagoshima (sudoeste), às 10:37 (01:37 em Lisboa), mas minutos depois os motores secundários falharam a ignição e a agência enviou uma ordem de autodestruição para o aparelho.

Em meados do mês passado, o foguetão não chegou a descolar devido a um problema com os impulsionadores, forçando a Jaxa a adiar o voo inaugural.

O novo foguetão H3, cujo lançamento foi adiado várias vezes nos últimos anos, é de grande importância para o desenvolvimento do programa aeroespacial japonês.

O primeiro voo do foguetão estava inicialmente programado para o final de março de 2021, mas a data foi adiada por cerca de dois anos devido a problemas com o recém-desenvolvido motor LE-9 da primeira fase e com a substituição de peças.

O H3, preparado para substituir os modelos H2-A e H2-B utilizados pela Jaxa para colocar satélites em órbita, é o primeiro foguetão espacial a utilizar um motor na primeira fase que melhora a eficiência do combustível.

O foguetão, que marca a primeira renovação do veículo de lançamento da nave principal do país em duas décadas, deverá colocar em órbita o satélite de observação terrestre DAICHI-3 para monitorizar a situação em áreas afetadas por catástrofes.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados