12 Abril, 2024

Um outro futuro para o Barreiro

O Barreiro destaca-se pela sua notável história industrial desde o século XV, tornando-se nos anos 40/50 um centro industrial proeminente. A tradição industrial do Barreiro remonta aos tempos dos Descobrimentos, mesmo antes da criação da Companhia União Fabril (CUF), que se tornou o maior centro industrial da Península Ibérica. Durante o período dos Descobrimentos , foram construídos moinhos de maré e caldeiras, que se tornaram símbolos emblemáticos da região. Essas estruturas desempenham um papel essencial no processo de moagem do cereal proveniente do Alentejo, o qual era enviado para fornos situados onde hoje se encontram os fuzileiros, onde o cereal era transformado em biscoitos. Posteriormente, esses biscoitos eram transportados para naus e caravelas, que eram construídas no rio Coina e finalizadas em Belém, durante o período áureo de Portugal. A história do Barreiro sempre esteve intimamente ligada à produção de algo, e quando a região não está conectada à atividade produtiva, ela tende a entrar em declínio.

Contudo, é imperativo salientar que o processo de reindustrialização não pode ser conduzido de maneira indiscriminada. É imprescindível adotar uma abordagem abrangente que considere uma multiplicidade de elementos, tais como a infraestrutura disponível, a capacitação da mão de obra, o acesso aos mercados e o investimento em práticas inovadoras.

Com o intuito de promover o progresso do Barreiro, algumas medidas podem ser ponderadas:

A adequação da infraestrutura revela-se de suma importância para atrair e sustentar a atividade industrial no Barreiro. No caso específico do Barreiro, é notável que já se dispõe de uma infraestrutura existente, sendo necessário, portanto, empreender esforços no sentido de reativá-la, reaproveitá-la e restaurá-la.

A concessão de incentivos, como a redução do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), pode se configurar como uma estratégia eficaz para atrair empresas industriais ao Barreiro. Adicionalmente, empregar programas de investimento e simplificar o processo de obtenção de licenças, promovendo assim a desburocratização e celeridade na sua atribuição.

Estimular a inovação e a adoção de tecnologias avançadas revela-se fundamental para aprimorar a competitividade industrial do Barreiro. É necessário direcionar investimentos para pesquisa e desenvolvimento, promover parcerias colaborativas com instituições acadêmicas, como por exemplo com a Escola Superior de Tecnologia do Barreiro.

A reindustrialização do Barreiro deve ser considerada como um componente integrante de uma estratégia de desenvolvimento regional abrangente, que englobe igualmente a diversificação econômica, e a melhoria da qualidade de vida da comunidade local.

Os objetivos últimos de tais empreendimentos devem ser o aprimorar da qualidade de vida da população barreirense e impulsionar o progresso económico do país como um todo. Somente por meio do desenvolvimento sustentado da nação poderemos retornar este concelho e esta pátria ao seu antigo esplendor.

Folha Nacional

Folha Nacional

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados