24 Julho, 2024

Pelo menos 41 toneladas de droga apreendidas em Portugal este ano

© Facebook/PSP

As autoridades portuguesas apreenderam já 41 toneladas de droga em 2023, revelou este domingo a Polícia Judiciária (PJ), que assinala segunda-feira o Dia Internacional Contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas com a incineração de seis toneladas de estupefacientes.

“No que respeita à atividade de combate ao tráfico ilícito de estupefacientes desenvolvida no corrente ano a nível nacional, por todas as entidades envolvidas, informa-se que até ao dia 26/6 e de acordo com os dados disponíveis, foram já apreendidas cerca de 11 toneladas de cocaína, 30 toneladas de haxixe e quantidades menores de outros tipos de drogas”, lê-se num comunicado enviado às redações.

A PJ adiantou também que a destruição de seis toneladas de vários tipos de drogas ilícitas apreendidas ao longo dos últimos meses pelas diferentes forças de segurança irá ser feita através da incineração, “sob a supervisão de uma comissão constituída por um magistrado do Ministério Público, um investigador da Polícia Judiciária e um perito do Laboratório de Polícia Científica”.

Em todo o ano passado foram apreendidas quase 42 toneladas de droga no país, s​​​​egundo o relatório de 2022 de Combate ao Tráfico de Estupefacientes em Portugal, que reúne os dados das apreensões de droga realizadas por PJ, GNR, PSP, Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e, ainda, por outras entidades do Estado, como a Polícia Marítima (PM) e a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).

O haxixe foi a droga mais apreendida em 2022, com cerca de 23,37 toneladas, seguindo-se a cocaína, com 16,5 toneladas, e a liamba (canábis), com 1,15 toneladas.

As notícias de grandes apreensões de droga multiplicaram-se nos últimos meses, com particular destaque para as operações marítimas ao largo da costa do Algarve.

Em março, a Marinha e a Autoridade Marítima Nacional anunciaram que as 16,48 toneladas de droga apreendidas nos dois primeiros meses de 2023 já praticamente igualavam o total de droga apreendida por estas entidades durante todo o ano passado.

O Dia Internacional Contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas foi criado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 1987, “como expressão da determinação em se reforçar a ação e a cooperação, para alcançar o objetivo de uma sociedade internacional livre do abuso e tráfico de drogas”.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados