4 Março, 2024

Preço do azeite aumenta quase 70% em 2023

O preço do azeite aumentou quase 70% em 2023 devido à produção “extraordinariamente baixa” da campanha anterior, à redução “acentuada” dos ‘stocks’ e à quebra da produção em Espanha, estimou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

© D.R.

De acordo com as “Contas Económicas da Agricultura – 2023” do INE, “relativamente ao preço do azeite em 2023, estima-se um acréscimo acentuado (69,2%), em resultado da produção extraordinariamente baixa da campanha anterior, que provocou altas cotações do azeite no mercado nacional”.

“Para além disso, o preço do azeite é também influenciado quer pela baixa acentuada dos ‘stocks’ nacionais, em resultado de maior procura, quer pelos mercados internacionais, onde a Espanha se destaca como o maior produtor mundial”, refere, acrescentando que, “nos últimos anos, a produção de azeite espanhol tem sido baixa e os preços muito elevados, o que tem influenciado o mercado português”.

Em volume, o INE prevê um decréscimo da produção do azeite de 8,3% no ano civil de 2023 (abrange parte da campanha 2022/2023 e parte da campanha 2023/2024), em consequência da acentuada baixa de produção de azeitona da campanha 2022/2023, que não foi compensada pelo aumento de produção da atual campanha (2023/2024).

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados