16 Junho, 2024

Exército confirma ataque a campo de refugiados e morte de comandante do Hamas

O Exército israelita confirmou ter bombardeado hoje o campo de refugiados de Jabaliya, na Faixa de Gaza, matando um comandante do Hamas, suspeito de ser um dos responsáveis pelo ataque do movimento palestiniano contra Israel em 07 de outubro.

©Facebook Israel Reports

“A sua eliminação ocorreu como parte de uma grande operação para combater terroristas e infraestruturas terroristas pertencentes ao Batalhão Central de Jabaliya, que assumiu o controlo de edifícios civis na Faixa de Gaza”, disse o Exército.

O alvo do ataque foi identificado como Ibrahim Biari, Comandante do Batalhão Central de Jabaliya do Hamas.

O Ministério da Saúde do Hamas anunciou hoje que pelo menos 50 pessoas morreram num bombardeamento israelita a um campo de refugiados no norte da Faixa de Gaza.

O bombardeamento, cujo balanço final poderá ser consideravelmente mais elevado, segundo o ministério, destruiu “pelo menos 20 edifícios” no campo de refugiados de Jabaliya.

Num vídeo filmado pela AFPTV, é possível contar pelo menos 47 corpos cobertos por lençóis alinhados no chão da entrada de um hospital, depois de terem sido retirados dos escombros. As imagens mostram também uma enorme cratera e a destruição causada pelo bombardeamento.

O grupo islamita Hamas lançou em 07 de outubro um ataque surpresa contra o sul de Israel com o lançamento de milhares de foguetes e a incursão de milicianos armados, fazendo duas centenas de reféns.

Em resposta, Israel declarou guerra ao Hamas, movimento que controla a Faixa de Gaza desde 2007 e que é classificado como terrorista pela União Europeia e Estados Unidos, bombardeando várias infraestruturas do grupo na Faixa de Gaza e impôs um cerco total ao território com corte de abastecimento de água, combustível e eletricidade.

O conflito já provocou milhares de mortos e feridos, entre militares e civis, nos dois territórios.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados