22 Julho, 2024

Agência Europeia recomenda aprovação de vacina adaptada à subvariante Omicron da covid-19

A Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla inglesa) recomendou hoje a autorização de uma vacina adaptada à subvariante Omicron XBB.1.5 do coronavírus SARS-CoV-2 para prevenir a covid-19 em adultos e crianças com mais de 12 anos.

©D.R.

Conhecida como Nuvaxovid XBB.1.5, a vacina cumpriu as recomendações da EMA e do Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC, na sigla inglesa) e deve ser administrada numa dose única, independentemente do historial de vacinação das pessoas, tendo a recomendação seguido já para a Comissão Europeia.

De acordo com a avaliação dos dados laboratoriais pelo comité de medicamentos humanos da EMA, a vacina demonstrou ser “capaz de desencadear uma resposta imunitária adequada” contra a sublinhagem XBB.1.5 do SARS-CoV-2, suportando a sua decisão também numa anterior adaptação da Nuvaxovid relativamente à estirpe Omicron BA.5 que evidenciou igualmente “uma forte resposta imunitária”.

“Os efeitos secundários mais frequentes associados à Nuvaxovid XBB.1.5 são dor e sensibilidade no local da injeção, cansaço, dor de cabeça, dores musculares e indisposição geral”, esclareceu a EMA, em comunicado, relembrando que as vacinas adaptadas funcionam da mesma maneira que as vacinas originais contra a covid-19.

A Nuvaxovid foi autorizada pela primeira vez no espaço da União Europeia em dezembro de 2021 para o combate à pandemia.

A covid-19 é uma doença respiratória causada pelo SARS-CoV-2, um tipo de vírus detetado em finais de 2019 na China e que se disseminou rapidamente pelo mundo, assumindo várias variantes e subvariantes, umas mais contagiosas do que outras.

A doença foi classificada como pandemia em 11 de março de 2020 e, em maio de 2023 deixou de ser uma emergência de saúde pública internacional.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados