23 Junho, 2024

Netanyahu reconhece progressos nas negociações para libertar reféns

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, reconheceu hoje progressos nas negociações com o movimento islamita Hamas sobre a libertação de reféns detidos em Gaza.

© Facebook de Benjamin Netanyahu

“Estamos a fazer progressos. Não creio que seja útil falar muito (…), mas espero que haja boas notícias em breve”, afirmou o chefe de Governo de Israel, enquanto decorrem as negociações sob a mediação do Qatar, Egito e Estados Unidos.

Pouco depois, o seu gabinete anunciou que haverá uma reunião do Gabinete de Guerra de Israel hoje à noite, “tendo em conta os desenvolvimentos relativos à libertação dos reféns”.

Nas últimas horas, o Qatar anunciou que estaria muito próximo um acordo para a libertação dos reféns, em troca de um cessar-fogo no território palestiniano onde o Exército israelita continua a sua ofensiva contra o Hamas.

Contudo, na sua declaração de hoje, Netanyahu não fez nenhuma referência à possibilidade de um cessar-fogo, como contrapartida pela libertação dos reféns.

Ainda assim, o Qatar disse que os negociadores “nunca estiveram tão perto de um acordo”, referindo-se às conversações onde também participam Cairo e Washington, para tentar libertar reféns raptados em Israel pelo Hamas, durante o seu ataque em território israelita, em 07 de outubro.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados