22 Maio, 2024

Plenário dos trabalhadores da Transtejo interrompe ligações fluviais na quinta-feira

©D.R.

As ligações fluviais entre Lisboa, Cacilhas, Montijo, Seixal e Trafaria vão sofrer, na quinta-feira, algumas interrupções devido à realização de um plenário de trabalhadores, segundo a Transtejo.

Na sua página oficial, a empresa adianta que está prevista a interrupção ao inicio da tarde do serviço regular em diferentes períodos, consoante a ligação em causa.

“Por motivo de realização de plenário geral convocado por organizações sindicais representativas dos trabalhadores da Transtejo, prevê-se a interrupção do serviço regular”, refere a empresa.

No percurso entre Cacilhas e o Cais do Sodré, o serviço é interrompido após o barco das 14:20 e retomado às 17:35, enquanto no sentido Cais do Sodré — Cacilhas a última viagem acontece às 14:35 e a seguinte às 17:50.

Na ligação Trafaria-Porto Brandão-Belém, a última embarcação parte às 13:00, com retoma às 18:00, e, no sentido Belém-Porto Brandão-Trafaria, há ligação às 13:30 e a seguinte às 18:30.

As ligações entre Lisboa e os concelhos do Seixal e do Montijo vão também sofrer interrupções.
Entre o Montijo e o Cais do Sodré, o último barco é às 13:30, retomando às 18:00 e, entre o Cais do Sodré e o Montijo, as suspensão começa com o barco das 14:00, retomando o serviço às 18:00.

Já no que respeita ao Seixal, o último barco com destino ao Cais do Sodré é o das 14:00, ficando o serviço suspenso até às 17:50.
Entre o Cais do Sodré e o Seixal, o último barco é às 13:00 e o primeiro às 17:55.

Os plenários surgem após a demissão do Conselho de Administração na sequência de um acórdão do Tribunal de Contas que acusa a empresa de “faltar à verdade” e de práticas ilegais e irracionais.

Em causa está a compra de nove baterias, pelo valor de 15,5 milhões de euros (ME), num contrato adicional a um outro contrato já fiscalizado previamente pelo TdC para a aquisição, por 52,4 milhões de euros, de dez (um deles já com bateria, para testes) novos navios com propulsão elétrica a bateria, para assegurar o serviço público de transporte de passageiros entre as duas margens do Tejo.

Entretanto, o primeiro navio da frota elétrica da Transtejo, chamado “Cegonha-Branca”, chegou ao Porto de Lisboa.

Em comunicado, a Transtejo, responsável pela ligação fluvial do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, a Lisboa, diz que os próximos três navios devem chegar no final do ano e que estão a ser construídas “cinco modernas estações de carregamento” nos terminais fluviais do Seixal, Cais do Sodré, Cacilhas e Montijo.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados