21 Junho, 2024

JMJ: Cerca de 300 mil peregrinos com inscrição finalizada a um mês do evento

©Facebook\JMJ

Cerca de 300 mil peregrinos já finalizaram a sua inscrição na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), a um mês do início do evento, e Portugal é o quarto país com maior número de inscritos.

O balanço foi feito hoje pela Fundação JMJ, em comunicado, quando falta praticamente um mês para o início do evento, que se realiza em Lisboa, entre 01 e 06 de agosto.

Até ao final do dia de quinta-feira, 313 mil peregrinos, provenientes de 151 países, já tinham finalizado a sua inscrição para a Jornada, sendo que cinco países representam mais de metade dos jovens: Espanha (58.531), Itália (53.803), França (41.055), Portugal (32.771) e Estados Unidos (14.435).

De acordo com os dados atualizados pela Fundação JMJ, a esmagadora maioria dos peregrinos (90%) pediu apoio alimentar, estando já contratualizado o fornecimento de quase três milhões de refeições.

Quanto ao alojamento, cerca de 200 mil peregrinos inscreveram-se com essa opção e entre as três dioceses de acolhimento (Lisboa, Santarém e Setúbal) estão já identificados mais de 470 mil lugares de pernoita, havendo ainda 7.138 famílias para acolher jovens.

Além dos peregrinos, a JMJ contará com o apoio de milhares de voluntários e entre os 32.717 jovens que iniciaram processo de inscrição, 22.282 são oriundos de 143 países, têm já a inscrição completa.

Há também 500 voluntários que estarão exclusivamente dedicados à área da saúde, entre médicos, enfermeiros e finalistas de licenciatura que vão assegurar a prestação de primeiros socorros.

Da parte dos representantes da Igreja Católica, está confirmada a presença de 737 bispos inscritos, 29 dos quais cardeais. À semelhança dos peregrinos, a maioria é proveniente de Itália (113), Espanha (77), França (75), Estados Unidos (76) e Portugal (45).

Lisboa foi a cidade escolhida pelo Papa Francisco para a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer entre os dias 01 e 06 de agosto.

Segundo a Fundação JMJ, além dos eventos centrais, estão igualmente previstas outras iniciativas e o Festival da Juventude contará com 480 eventos a decorrer em 100 locais diferentes dos concelhos de Lisboa, Cascais, Oeiras e Loures.

Ainda sem programa anunciado, o festival será marcado por iniciativas como projeção de filmes, peças de teatro, exposições, eventos religiosos, conferências e torneios desportivos.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, tendo já passado por Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

A edição deste ano esteve inicialmente prevista para 2022, mas foi adiada devido à pandemia de covid-19.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados