21 Maio, 2024

JMJ: Fátima com mais estacionamento e acampamento e reforço de bebedouros

©D.R.

A Câmara de Ourém anunciou hoje a criação de novos parques de estacionamento e de acampamento, a instalação de bebedouros e o reforço da recolha de resíduos em Fátima, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

A JMJ vai realizar-se entre 01 e 06 de agosto em Lisboa, estando anunciada a deslocação do Papa Francisco ao Santuário de Fátima no dia 05.

Numa conferência de imprensa, em Ourém, o presidente da autarquia, Luís Albuquerque, explicou que vão existir dois parques de acampamento autorizado, com capacidade total para 3.500 pessoas, junto ao campo de futebol João Paulo II e na Avenida João XXIII.

“Nestes espaços estão a ser finalizadas infraestruturas de acesso, apoio e segurança”, referiu, exemplificando com a regularização de terrenos, ligação de água e esgotos, iluminação, casas de banho e zonas de banho.

No que diz respeito ao parqueamento automóvel, Luís Albuquerque esclareceu que foram identificados cerca de 80 terrenos, com uma área aproximada de 52 hectares e uma capacidade aproximada de 11 mil lugares, observando que foi necessário falar com todos os proprietários, assim como limpar estes espaços.

Já para veículos pesados de passageiros, “foram identificados e solicitados nove terrenos com cerca de 12 hectares com capacidade aproximada para 1.800 autocarros de passageiros”, adiantou, destacando que vai haver um serviço de ‘transfers’, com horários das 04h00 às 09h30 e das 11h30 às 18h00, a confluir num terminal rodoviário provisório junto ao Centro Escolar Beato Nuno.

As rotas dos ‘transfers’ são Parque da Cidade de Ourém, Santa Catarina da Serra (Leiria) e Santuário de Nossa Senhora da Ortiga (Fátima), tendo a Câmara contratualizado 15 autocarros externos, além da mobilização de oito da autarquia.

O autarca adiantou que estão também em curso os procedimentos para a criação e sinalização da circular externa a norte de Fátima, “para desvio e descongestionamento de trânsito, nomeadamente colocação de sinalética vertical e horizontal provisórias, para ativação sempre que as autoridades de segurança o entendam”, referiu.

Ainda no âmbito das infraestruturas e segurança, foram identificados cinco locais, entre públicos e privados, com cerca de dois hectares, para a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e montagem da operação de segurança (Colégio São Miguel, antiga escola da Lomba d’Égua, estrada de Leiria, campo de futebol dos Monfortinos e parque 10 do Santuário de Fátima.

Neste aspeto, Luís Albuquerque explicou que a operação de segurança e socorro decorre entre os dias 24 de julho e 15 de agosto, sendo que “os níveis de empenhamento oscilarão de acordo com as previsões de movimentação de massas”.

O presidente da Câmara de Ourém, no distrito de Santarém, disse ainda que a autarquia contratou 14 contentores sanitários e balneários, e 80 sanitários químicos portáteis, para apoio aos parques de acampamento e à operação de socorro, havendo ainda na cidade de Fátima o reforço de 27 contentores de resíduos sólidos urbanos e a instalação de 18 bebedouros, para disponibilidade de água potável.

Segundo Luís Albuquerque, o planeamento começou em agosto do ano passado, para “criar todas as condições para receber os milhares de jovens visitantes”, com um grupo restrito de entidades (Câmara, ANEPC, Guarda Nacional Republicana, Junta de Freguesia de Fátima, Santuário de Fátima e Associação Empresarial Ourém/Fátima).

Já o grupo alargado inclui, além destas entidades, as empresas BeWater, Tejo Ambiente, Suma, operadoras de telecomunicações, Rodoviária, Infraestruturas de Portugal, CP, E-Redes, Valorlis, Águas do Centro Litoral e Brisa.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados