13 Junho, 2024

Papa Francisco em Lisboa de hoje até domingo para a JMJ

© D.R.

O Papa Francisco chega hoje, às 10:00, à base aérea de Figo Maduro, em Lisboa, para participar até domingo na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), na qual são esperadas mais de um milhão de pessoas.

O Papa, o primeiro peregrino a inscrever-se na JMJ Lisboa 2023, será recebido na base de Figo Maduro pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e terá alas militares de cortesia compostas por 11 cadetes-alunos da Academia Militar da Força Aérea.

De seguida deslocar-se-á ao Palácio de Belém para a cerimónia de boas-vindas, na qual será executada uma salva de 21 tiros durante o hino do Vaticano a partir da Fragata D. Francisco de Almeida, fundeada no rio Tejo.

Após as honras e parada militar em frente ao palácio, Francisco estará na residência presidencial cerca de meia hora, seguindo depois para o Centro Cultural de Belém (CCB), ali ao lado, para uma cerimónia com entidades oficiais, civis, membros do corpo diplomático e líderes de partidos políticos.

Do CCB, o Papa dirige-se para o Mosteiro dos Jerónimos, ainda em Belém, onde decorrerá uma missa de vésperas com membros do cleto, como bispos, diáconos e padres da Igreja Católica.

Durante a tarde, o líder da Igreja vai para a Nunciatura Apostólica, onde se encontrará com o presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, e com o primeiro-ministro, António Costa.

Durante a JMJ, Francisco participará de acolhimento no Parque Eduardo VII e em encontros com jovens, estudantes, bispos, representantes de centros de assistência sócio-caritativa e de confissões religiosas radicadas em Portugal.

As principais iniciativas da JMJ decorrerão em Lisboa, no Parque Eduardo VII, na zona de Belém e no Parque Tejo (a norte do Parque das Nações e em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures).

O Papa, de 86 anos, visitará o santuário de Fátima, no sábado de manhã, onde ficará cerca de duas horas, para rezar pela paz e contra a guerra na Ucrânia.

De acordo com os últimos números revelados pela organização, até às 13:00 de terça-feira estavam inscritos 345 mil peregrinos inscritos de todos os países, exceto das Maldivas, na JMJ, que é considerado o maior encontro da Igreja Católica.

Na terça-feira, véspera da sua partida para Lisboa, Francisco pediu aos católicos que o acompanhem em oração nesta sua deslocação a Portugal.

A JMJ, que é o maior acontecimento da Igreja Católica, tem cinco línguas oficiais: português, francês, inglês, espanhol e italiano.

Esta jornada nasceu por iniciativa do Papa João Paulo II (1920-2005), após um encontro com jovens em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados