22 Fevereiro, 2024

CHEGA defende igual aumento dos suplementos para a PSP e GNR

André Ventura afirma que o CHEGA tudo fará para compensar o enorme “fosso salarial” que o governo socialista gerou entre a Polícia Judiciária e as restantes Forças de Segurança e Forças Armadas.

© Folha Nacional

Em vésperas de ir embora, o governo socialista de António Costa entendeu dar um suplemento à Polícia Judiciária, que aumentou ainda mais a discrepância salarial entre forças de segurança em Portugal, criando um legítimo sentimento de enorme injustiça na PSP e a GNR. 

No limite, com suplementos, um inspector da PJ em início de carreira poderá auferir mais de 4.000 euros por mês, partindo de um salário base de 1807 euros, enquanto um agente das restantes forças dificilmente ultrapassará os 1250 euros mensais partindo de uma base salarial de 908 euros.  

À pergunta se concorda com o aumento na Polícia Judiciária, André Ventura responde: 

“Nada contra, mas sou contra a discriminação entre forças que isso representa, pelo que caso o CHEGA venha a ganhar as eleições, como espero, irei no mais breve espaço de tempo possível, atenuar a discrepância salarial entre Forças de Segurança, mas também entre estas e as Forças Armadas, como parte de uma grande reforma dos sistemas de Justiça, Administração Interna e Defesa que há muito urge fazer”.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados