20 Fevereiro, 2024

Três soldados norte-americanos mortos e “muitos feridos” em ataque com drones na Jordânia

Três militares norte-americanos foram mortos e "muitos" ficaram feridos num ataque de drones na Jordânia, revelou hoje o Presidente dos EUA, Joe Biden numa declaração, citada pela agência AP.

© D.R.

 

Biden, que atribuiu o ataque a grupos de milícias apoiados pelo Irão, foi informado sobre o ataque na manhã de hoje, disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre.

Estas foram as primeiras vítimas mortais dos Estados Unidos em meses de ataques contra forças norte-americanas em todo o Médio Oriente por milícias apoiadas pelo Irão, no meio da guerra entre Israel e o Hamas em Gaza, que aumentou o risco de escalada.

O Presidente norte-americano assegurou que os Estados Unidos “responsabilizarão todos os responsáveis no momento e da maneira que for escolhida”.

Não houve reação imediata da Jordânia, um reino que faz fronteira com o Iraque, Israel, o território palestiniano da Cisjordânia, a Arábia Saudita e a Síria.

As tropas norte-americanas há muito que utilizam a Jordânia como base militar. Cerca de três mil soldados norte-americanos estão normalmente estacionados na Jordânia.

Desde o início da guerra de Israel contra o Hamas na Faixa de Gaza, em outubro, que as tropas norte-americanas no Iraque e na Síria têm enfrentado ataques de drones e mísseis às suas bases.

O ataque à Jordânia é o primeiro que tem como alvo as tropas norte-americanas na Jordânia durante a guerra.

Biden foi informado sobre o ataque na manhã de domingo, disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados