17 Abril, 2024

Vinte mortos em ataque contra multidão à espera de ajuda em Gaza

O Hamas disse que pelo menos 20 pessoas morreram hoje, em Gaza, num alegado ataque aéreo israelita, quando uma multidão aguardava a distribuição de ajuda humanitária, uma acusação negada por Israel.

©Facebook Israel Reports

 

“O número de mortos no massacre na rotunda Kuwait junto ao Complexo Médico Al Shifa aumentou para 20 e 155 feridos”, indicou, em comunicado, o Ministério da Saúde na Faixa de Gaza, controlado pelo movimento islamita palestiniano Hamas.

Inicialmente, o Ministério tinha registado 14 mortos naquele local, designado para a entrega de ajuda humanitária da ONU destinada ao norte da Faixa de Gaza e sujeita à aprovação das autoridades israelitas.

“Aviões de combate e drones israelitas lançaram rajadas de tiros e mísseis contra uma multidão de pessoas que esperava pela entrega de alimentos e fornecimento de ajuda humanitária”, disse a agência de notícias palestiniana Wafa.

As Forças de Defesa de Israel negaram já o ataque.

“Relatos da imprensa de acordo com os quais as forças israelitas atacaram dezenas de habitantes de Gaza num ponto de distribuição de ajuda são erróneos”, disseram, em comunicado.

O exército israelita garantiu que estava “a analisar o incidente de forma séria”, mas não avançou qualquer explicação, acrescentou.

O Ministério afirmou que as autoridades estão ainda a recolher corpos e retirar feridos do local, pelo que o número de vítimas pode aumentar nas próximas horas.

Na tarde de quarta-feira, oito civis palestinianos morreram num ataque aéreo israelita a um armazém de distribuição de ajuda no campo de refugiados de Nuseirat, no centro da Faixa de Gaza, disse a Wafa.

Horas antes, pelo menos seis habitantes de Gaza foram mortos e 83 feridos ficaram depois de um ataque israelita contra a mesma rotunda.

Na quarta-feira, cinco pessoas morreram, na sequência de um ataque aéreo contra um centro de distribuição de ajuda da agência da ONU para os refugiados palestinianos em Rafah.

Na altura, o exército israelita anunciou ter “eliminado um terrorista” do Hamas neste ataque.

Em 29 de fevereiro – no que ficou conhecido como o “Massacre da Farinha” – 118 habitantes de Gaza morreram, depois de soldados israelitas terem disparado contra uma multidão em busca de comida.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados