20 Abril, 2024

Lançamento do livro Abril pelas Direitas

Muito em breve chega abril e se o mês começa bem, logo a preparar-nos para o que aí vem, com o Dia das Mentiras, o que se segue é de testar ao limite a nossa paciência e de praticamente nos levar no caminho da santidade por aturar tanto marxista. De repente, parece estarmos a viver numa realidade alternativa, de permanente campanha eleitoral da CDU ou afins. A playlist não vai variar muito da “Grândola Vila Morena”, e outras do Zeca Afonso, do “Somos Livres” (uma gaivota voava, voava), da Ermelinda Duarte ou do Paulo de Carvalho e do seu “E Depois do Adeus”. De novo vai-se ouvir, a torto e a direito, falar da decrépita Associação 25 de Abril e dos seus capitães, o tais que se acham heróis. Pois, a verdade é que já estamos há 50 anos a dar para esse peditório. Já CHEGA!
E é neste contexto que nos é apresentado o livro “Abril Pelas Direitas”, de Paulo Jorge Teixeira, deputado municipal no Porto e Presidente da Cooperativa do Povo Portuense e Rodrigo Pereira Coutinho, Coordenador do Conselho Estratégico Distrital do Porto do CHEGA. Trata-se de um conjunto de quase 60 textos em que se constitui como um verdadeiro antidoto, válido para dois meses, que nos permitirá sobreviver a tanto marxismo que pairará pelos ares.
O cinquentenário do 25 de Abril inspirou os responsáveis do livro a convidar 50 personalidades a testemunhar as suas próprias vivências e o que lhes inspira o 25 de Abril. Entre os participantes encontramos um atual Vice-Presidente do CHEGA, António Tânger Correia e dois ex-Vice-Presidentes, Diogo Pacheco de Amorim e Gabriel Mithá Ribeiro. Está também o nosso cabeça de lista pela Guarda, o coronel Nuno Simões de Melo, o Gonçalo Sousa, o José Maria Matias, a Joana Pinto (de Braga) ou o Miguel Nunes da Silva (de Oeiras). Também o Manuel Beninger, o Álvaro Costa, nosso autarca em Matosinhos, e do Porto, o Pedro Arroja, o Miguel Côrte-Real, o Frederico Nunes da Silva e o José de Carvalho.
Também escreveram os seus testemunhos duas ex vice-presidentes do PSD, Isabel Meirelles (de Rui Rio) e Nilza de Sena (de Pedro Passos Coelho) entre outros dirigentes do PSD. Também participaram dirigentes do CDS, da IL e muitos independentes.
Depois de uma sessão de agradecimento aos participantes, vão-se realizar lançamentos oficiais, e aí já para o público, em Lisboa, no Porto, em Famalicão, em Oliveira de Azeméis, na Maia, em Matosinhos, Coimbra, Santarém e certamente noutros locais. Mais perto do 25 de Abril, serão feitas novas conferências, pelo menos em Lisboa e no Porto. No site www.abrilpelasdireitas.pt pode conhecer melhor e comprar o livro, e também seguir as conferências que se vão marcando.
A próxima sessão de apresentação será nesta sexta-feira, dia 22 de março, às 21h00, em Famalicão, no Auditório da União de Freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário, A. de França, 1095-1097.

Folha Nacional

Folha Nacional

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados