24 Abril, 2024

Utentes do distrito de Lisboa protestam junto ao Ministério da Saúde no sábado

©facebook.com/Muservicospublicos

O Movimento de Utentes de Serviços Públicos (MUSP) vai realizar no sábado um protesto junto ao Ministério da Saúde, mobilizando comissões do distrito de Lisboa na defesa do Serviço Nacional de Saúde (SNS), afirmou hoje à Lusa a organização.

Segundo Cecília Sales, da direção nacional do MUSP, estão garantidas as presenças das comissões de utentes de Alenquer, Azambuja, Lisboa, Loures, Sintra e Vila Franca de Xira.

“Defendemos o Serviço Nacional de Saúde”, afirmou a dirigente do movimento, que vê a rede pública de saúde como uma “conquista do 25 de Abril”.

O encerramento noturno e ao fim de semana das urgências pediátricas do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, no distrito de Lisboa, foi o mote para o protesto, com Cecília Sales a recear que a unidade regresse a um regime de parceria público-privada.

Perante a falta de investimento do SNS, foi decidido fazer “este protesto, o primeiro exclusivamente de utentes”, disse, recordando que já participaram em outras manifestações.

Ainda segundo Cecília Sales, o desinvestimento é uma “opção política” no Governo e traduz-se na dificuldade em fixar médicos nos serviços públicos de saúde, que acabam por reforçar o setor privado.

“As dificuldades vieram ao de cima após a pandemia” de covid-19, lamentou.

A manifestação tem início marcado para as 10:30 e os protestantes vão encontrar-se junto ao Ministério da Saúde, em Lisboa, com a expectativa de reunir cerca de 200 pessoas na iniciativa, anteviu Cecília Sales.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados