21 Fevereiro, 2024

PJ deteve um homem e apreendeu meio milhão de euros e viaturas em operação internacional

© Facebook da Polícia Judiciária

A Polícia Judiciária (PJ) deteve hoje um homem indiciado por associação criminosa, branqueamento de capitais e tráfico de droga e apreendeu meio milhão de euros numa ação inserida na operação internacional Eureka.

Em comunicado, a PJ diz que a ação policial de hoje decorreu em Braga, Vila Nova de Gaia, Aveiro e Lisboa, tendo resultado na detenção de um cidadão de nacionalidade italiana e na apreensão de cerca de meio milhão de euros em dinheiro, documentos e viaturas.

Foram igualmente arrestados ativos de nove sociedades comerciais, incluindo cinco estabelecimentos de restauração, na ação policial de hoje, que integra a operação internacional Eureka, lançada nível europeu há mais de três anos e que se foca na organização criminosa italiana Ndrangheta.

A operação de hoje, que decorreu em concertação com o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), no âmbito da cooperação judiciária e policial com as autoridades italianas, destinava-se ao cumprimento de vários mandados de busca domiciliária e não domiciliária, bem como ao cumprimento de mandados de detenção europeus.

Segundo explica a PJ, a ação policial inseriu-se numa grande operação internacional (Eureka), que se desenrolou no continente Europeu, nomeadamente em Itália, Alemanha, Espanha, França, Bélgica, Eslovénia e Roménia, e ainda na América do Sul, em países como o Brasil e o Panamá.

Visou o desmantelamento de uma organização criminosa, de estilo mafioso, conhecida por Ndrangheta, originária da cidade de San Luca, em Régio-Calábria, Itália, e que é reconhecida como “a maior organização policriminal italiana”.

Segundo a nota, a Ndrangheta tem ligações ao Primeiro Comando da Capital do Brasil e é responsável pelo transporte e tráfico de grandes quantidades de cocaína para a Europa, tráfico de armas, posse ilegal de armas, fraude e evasão fiscal, branqueamento de capitais e corrupção.

A rede criminosa, liderada por famílias poderosas da Calábria, estive envolvida durante décadas “em episódios de violência entre clãs, com vários confrontos armados em San Luca, que culminaram em tiroteios em massa em Itália e no estrangeiro, com particular destaque para o massacre de Duisburg, na Alemanha, em 2007”, explica a PJ.

Globalmente, a operação Eureka resultou da detenção de 108 suspeitos ligados à organização mafiosa.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados