18 Maio, 2024

Ordens de saída da UE a cidadãos de países terceiros sobem 9% no 2.º trimestre

O número de pessoas de países terceiros que receberam ordem de saída da UE, no segundo trimestre, aumentou 9% em termos homólogos, para 105.865, e o de repatriados subiu 29%, para 26.600, divulga hoje o Eurostat.

© D.R.

 

De acordo com o serviço estatístico da União Europeia (UE), face ao primeiro trimestre, entre abril e junho, o número de ordens de saída recuou 5% e os repatriamentos manteve-se estável.

O maior número de ordens de saída foi atribuído a cidadãos de Marrocos e da Argélia (8% cada), seguindo-se da Turquia e Geórgia (5% cada) e Afeganistão (4%).

Dos que foram efetivamente expulsos, 9% eram georgianos, seguidos por albaneses (8%), moldavos e turcos (5% cada) e ainda indianos (4%).

França (34.810), Alemanha (10.600) e Grécia (7.095) foram os Estados-membros da UE que mais ordens de saída emitiram, enquanto o maior número de repatriamentos foi registado na Alemanha (3.805), em França (3.005) e na Suécia (2.690), no segundo trimestre do ano.

Em 2022, Segundo o Eurostat, 1,08 milhões de pessoas foram detetadas em situação ilegal na UE, mais 59% do que no ano anterior.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados