4 Março, 2024

Narcotraficante detido em Lisboa extraditado para EUA com colaboração da DEA

Um narcotraficante visado num mandado de detenção Interpol, emitido pelas autoridades norte-americanas, foi na sexta-feira extraditado de Portugal para os Estados Unidos, revelou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

©Facebook PJ

 

Segundo a PJ, o narcotraficante é suspeito de liderar uma importante organização criminosa que se dedicava à introdução e posterior distribuição, por toda a América do Norte, de grandes quantidades de cocaína e metanfetaminas.

O cumprimento da extradição foi realizada pela Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE) da PJ, em articulação com a Drug Enforcement Administration (DEA), a agência anti-droga dos Estados Unidos.

Aquando da detenção do narcotraficante no Aeroporto de Lisboa, no ano passado, foram apreendidos, na posse do suspeito, diversos documentos e objetos com “presumível relevância probatória” para as investigações em curso nos Estados Uidos, tendo, posteriormente, sido entregues às autoridades daquele país, adianta a PJ.

O detido, cuja nacionalidade não é revelada, foi apresentado no Tribunal da Relação de Lisboa, que validou a detenção e determinou que aguardasse a extradição em prisão preventiva.

O homem, de 43 anos, foi entregue na manhã de sexta-feira aos agentes da DEA, que se deslocaram a Portugal para executar esta ordem judicial, tendo o mesmo sido transportado para os Estados Unidos em aeronave da agência norte.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados