17 Abril, 2024

Bayer anuncia alternativa ao controverso glifosato

O grupo químico e farmacêutico alemão Bayer está a desenvolver um produto que poderá ser utilizado como alternativa ao controverso herbicida glifosato, embora o consórcio continue a insistir que este é seguro.

© Facebook da BAYER

 

“Já estamos a testar esta nova substância em plantas reais”, com o objetivo de colocar o novo produto no mercado em 2028, ou seja, dentro de quatro anos, disse o diretor executivo da empresa, Bill Anderson, ao jornal “Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung” (FAS).

Segundo Bill Anderson, esta é a primeira inovação pioneira neste domínio desde há 30 anos.

O glifosato foi originalmente desenvolvido pela empresa agroquímica norte-americana Monsanto, que foi adquirida pela Bayer em 2018 por mais de 60 mil milhões de dólares.

Desde então, o consórcio alemão tem enfrentado dezenas de milhares de processos judiciais por danos devido a um possível efeito cancerígeno do glifosato.

A Bayer sempre rejeitou as acusações, e Bill Anderson insistiu numa conferência de imprensa, na terça-feira, para apresentar os resultados financeiros de 2023, que “o glifosato é seguro”.

Mesmo assim, a empresa anunciou que quer procurar “novas abordagens dentro e fora dos tribunais” para reduzir os riscos legais e as incertezas associadas ao glifosato.

Há muito que os investidores criticam o facto de o consórcio ainda não ter conseguido encerrar a questão do glifosato.

No final de janeiro, existiam cerca de 54.000 processos em curso, mais 2.000 do que em outubro.

As provisões acumuladas para este efeito ascendiam a 6,3 mil milhões de dólares (cerca de 5,7 mil milhões de euros) no final de 2023.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados