22 Junho, 2024

Savannah conclui sondagens em Boticas onde prevê iniciar produção em 2026

A empresa Savannah concluiu uma fase de sondagens, vai desmobilizar as máquinas no terreno e analisar em laboratório os dados recolhidos na área da mina do Barroso, Boticas, onde prevê estar em produção no final de 2026.

© D.R.

Praticamente um ano depois da Declaração de Impacte Ambiental (DIA) favorável condicionada atribuída à mina de lítio do Barroso, no concelho de Boticas, distrito de Vila Real, a Savannah fez hoje, em comunicado, um ponto da situação do projeto, adiantando que espera “estar já em produção no final de 2026”.

A APA viabilizou ambientalmente a exploração de lítio na mina do Barroso emitindo uma DIA favorável a 31 de maio de 2023, mas que integra um conjunto alargado de condicionantes.

“A primeira parte do projeto chegou ao fim no mês de maio, dando cumprimento ao plano aprovado pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) e seguindo o atual cronograma de atividades, tendo esta fase de sondagens sido concluída com sucesso”, afirma a empresa, no comunicado.

Como resultado, acrescenta, foram obtidos uma variedade de dados que vão ser processados durante as próximas semanas nos laboratórios de geologia, mineralogia e modelação avançada.

A Savannah explica que irá aproveitar este período para proceder à limpeza e reabilitação das plataformas onde tem trabalhado desde outubro.

“Tal inclui a desmobilização da máquina que está num dos 100 terrenos já adquiridos pela empresa, mas que é alvo de contestação por parte do grupo que se opõe ao projeto”, adianta a empresa.

Em Covas do Barroso, durante quase seis meses alguns populares organizaram-se em piquetes para impedir o avanço das máquinas da empresa para terrenos baldios que dizem terem sido “usurpados”, uma acusação contestada pela Savannah e que está em tribunal.

A empresa anuncia que a próxima fase de atividades no terreno está prevista para o início do verão deste ano e que, em paralelo, a equipa irá continuar a efetuar trabalhos de hidrogeologia e de monitorização ambiental.

Disse ainda que o projeto de lítio do Barroso prevê a criação de 300 empregos diretos e perto de 2000 empregos indiretos na região e que conta, atualmente, com cerca de duas dezenas de colaboradores da região.

A Savannah Resources é uma empresa de desenvolvimento de recursos minerais e a única proprietária do projeto de lítio do Barroso, no norte de Portugal.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados