16 Abril, 2024

Greve dos oficiais de justiça volta a adiar leitura do acórdão do processo E-toupeira

© D.R

A leitura do acórdão do julgamento do processo E-toupeira voltou hoje a ser adiada pela segunda vez em menos de um mês devido à greve dos funcionários judiciais, confirmaram os arguidos à saída do tribunal.

A decisão do coletivo de juízes do processo que tem como arguidos o ex-assessor jurídico do Benfica Paulo Gonçalves e os funcionários judiciais José Augusto Silva e Júlio Loureiro estava marcada para as 14:00 de hoje, mas a ausência de oficiais de justiça ditou novo adiamento da leitura do acórdão, depois de ter sido adiada pelo mesmo motivo no passado dia 25 de janeiro.

A divulgação da decisão do tribunal relativamente ao processo E-toupeira já sofreu vários adiamentos, uma vez que a leitura do acórdão esteve anteriormente marcada para 04 de novembro de 2022 e foi sucessivamente adiada para os dias 09, 23 e 25 de janeiro e, por último, para hoje, 20 de fevereiro.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados