24 Setembro, 2023

Bolsas europeias caem, de novo arrastadas pela banca

©R.P

As principais bolsas europeias inverteram hoje a tendência, arrastadas pelos bancos, depois do anúncio de uma reunião urgente convocada pelo Banco Central Europeu (BCE), e de o Credit Suisse ter caído novamente na bolsa de Zurique.

Às 12:30 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava a recuar 0,35% para 440,10 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt baixavam 0,28%, 0,88% e 0,37%, bem como as de Madrid e Milão, que se desvalorizavam 0,71% e 0,43%, respetivamente.

As ações do Credit Suisse, atualmente a cair 0,23%, perderam mais de 6% do seu valor desde o início das negociações de hoje na Bolsa de Valores de Zurique, criando o regresso das dúvidas sobre a estabilidade do banco, depois dos grandes altos e baixos dos dois dias de negociação anteriores.

Entretanto, os futuros de Wall Street apontam para descidas de 0,47% para a Dow Jones Industrials e 0,29% para a S&P 500, enquanto o Nasdaq está 0,09% acima.

O Banco Central Europeu (BCE) convocou para hoje uma reunião extraordinária do conselho de supervisão para debater a turbulência no setor bancário dos Estados Unidos.

O BCE “está reunido para trocar pontos de vista e informar os membros sobre os recentes desenvolvimentos no setor bancário”, afirmou um porta-voz citado pelos meios de comunicação alemães.

Já no início da semana tinha havido uma reunião extraordinária devido à turbulência no setor bancário que agita as memórias de 2008 quando problemas nos EUA levaram a uma crise financeira global.

Agora nos EUA, o First Republic Bank entrou numa situação difícil porque os seus clientes levantaram uma grande parte dos seus depósitos, criando preocupações após o colapso do Sillicon Valley Bank e do Signature Bank.

Há receios de contágio e uma crise de confiança que poderá levar a levantamentos de depósitos, o poderá arrastar outros bancos.

Os bancos europeus registam tendências diversas, com o banco suíço UBS a cair 0,81%.

Em França, a Société Générale reduziu os ganhos e avança 2,24% e o BNP Paribas cai 0,34%, enquanto na Alemanha, o Commerzbank sobe 0,23% e o Deutsche Bank cai 1,76%.

No Reino Unido, o HSBC subiu 2,07 %, enquanto o Barclays caiu 1%.

Em Lisboa, a bolsa também inverteu a tendência, estando o PSI a cair 2,28% para 5.732,10 pontos, com o BCP a cair 3,01% para 0,19 euros.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados