22 Fevereiro, 2024

Três concelhos de Faro em perigo máximo de incêndio

© D.R.

Os concelhos de Loulé, São Brás de Alportel e Tavira, no distrito de Faro, apresentam hoje um perigo máximo de incêndio rural, no dia em que se prevê uma temperatura máxima de 35 graus em Santarém, Évora e Beja.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou também mais de 30 concelhos de Faro, Beja, Santarém, Portalegre, Castelo Branco, Guarda, Viseu e Bragança em perigo muito elevado de incêndio.

Mais de 70 concelhos dos distritos de Faro, Évora, Beja, Lisboa, Leiria, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Santarém, Viseu, Guarda, Vila Real e Bragança estão também hoje em perigo elevado de incêndio.

De acordo com o IPMA, hoje será o dia mais quente da semana, estando o calor associado a “uma massa de ar quente, com origem no norte de África, e transportada na circulação de um anticiclone localizado junto à Península Ibérica”.

Desde o início do ano houve 2.226 fogos florestais e arderam 7.466 hectares em espaços rurais, de acordo com dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

O perigo de incêndio, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje no continente continuação de tempo quente, com céu geralmente pouco nublado, por vezes muito nublado por nuvens altas, e subida de temperatura, exceto no Algarve.

As temperaturas mínimas vão variar entre os 11 graus Celsius (em Bragança) e os 20 Graus (em Beja) e as máximas entre os 23 (em Aveiro, Porto e Viana do Castelo) e os 35 (em Évora, Beja e Santarém).

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados