23 Maio, 2024

Presidente da República condecora Federação Portuguesa de Andebol

© Presidência da República

O Presidente da República condecorou hoje a Federação Portuguesa de Andebol com o título de membro honorário da Ordem do Mérito, durante uma receção à seleção de andebol em cadeira de rodas.

Numa cerimónia na Sala das Bicas do Palácio de Belém, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou que tenciona, mais tarde, homenagear individualmente os elementos da seleção de andebol em cadeira de rodas, que em novembro do ano passado se sagrou campeã europeia e mundial.

0“Primeiro a instituição, depois as pessoas”, declarou o chefe de Estado, ju st                                    ificando a opção de primeiro condecorar a Federação Portuguesa de Andebol.

O Presidente da República considerou que sem o trabalho da federação e do seu “grande presidente”, Miguel Laranjeiro, os sucessos da seleção portuguesa de andebol em cadeira de rodas “não teriam sido possíveis”.

“O andebol deve muito à federação, e a esta liderança da federação, que realmente é empolgante, é entusiástica, e levou os portugueses a empolgarem-se”, elogiou.

“Mas é uma grande equipa, e que vocês fazem parte dessa equipa. Isto é de todos, eu entrego ao líder de todos”, acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa, assegurando que haverá “um segundo encontro” para “homenagear especificamente” cada um dos elementos da seleção de andebol em cadeira de rodas.

Numa intervenção em que também se referiu à economia e à política, o chefe de Estado considerou que “o andebol português está a viver uma grande fase” e que Portugal começa a ser “uma potência no andebol”, apesar de não ser uma modalidade “praticada por milhares e milhares” de pessoas nem “muito apoiada no desporto escolar”.

Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou para defender que se deve “apostar mais no desporto escolar”.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados