18 Maio, 2024

Percursos pedestres da Madeira continuam encerrados após temporal

© D.R

Os percursos pedestres recomendados da Madeira vão continuar encerrados e a sua segurança vai ser avaliada depois da passagem da depressão Óscar pela ilha, informou o Instituto de Florestas e Conservação da Natureza (IFCN).
“O IFCN apela a que locais e turistas não se desloquem para estas zonas [levadas] até nova indicação”, refere o instituto em comunicado, acrescentando que vai divulgar informação sobre a reabertura “à medida que a avaliação seja realizada”.

Por prevenção, elementos da Polícia Florestal, Vigilantes da Natureza e demais funcionários operacionais vão continuar nestes percursos.

O IFCN indica que a estrada florestal que liga a Eira do Serrado ao Pico do Areeiro continuará encerrada.

A costa sul e as regiões montanhosas da ilha estiveram sob aviso vermelho entre as 15:00 de segunda-feira e as 15:00 de terça-feira devido à chuva forte e persistente por causa da passagem da depressão Óscar.

Em conferência de imprensa, o delegado regional do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), Victor Prior, indicou, que o limite do aviso vermelho — 60 mm/6 horas (60 litros por metro quadrado em seis horas) foi “largamente ultrapassado” durante o temporal.

“Foram registados 180 mm no Chão do Areeiro [serra sobranceira ao Funchal] em seis horas, foi três vezes mais”, disse, explicando que nas regiões montanhosas a precipitação atingiu em acumulado de 600 mm em 24 horas, o maior valor desde que há registo.

Esta situação meteorológica provocou 38 desalojados, levou ao encerramento da atividade letiva na terça-feira e condicionou o movimento no aeroporto da Madeira.

O Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira reportou 163 ocorrências que mobilizaram 168 meios e 436 operacionais, sobretudo relacionadas com deslizamentos, quedas de árvores e inundações.

O arquipélago da Madeira encontra-se agora sem avisos de mau tempo.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados