13 Junho, 2024

Só quatro voos aterraram no domingo na Madeira devido ao vento forte

© D.R

Apenas quatro aviões conseguiram aterrar no domingo no Aeroporto da Madeira, cujo movimento esteve condicionado devido ao vento forte que se regista na ilha e que já levou ao cancelamento de mais de 50 ligações, segundo a ANA.

De acordo com a informação disponível no ‘site’ da ANA – Aeroportos de Portugal, o primeiro voo a aterrar na Madeira no domingo, às 16:45, era proveniente de Hannover.

Pouco depois, às 17:01, aterrou outra aeronave da TuiFly, proveniente de Munique e, às 18:46, um voo de Dusseldorf operado pela mesma companhia.

As três aeronaves conseguiram depois descolar com destino às mesmas cidades alemãs entre as 18:00 e as 19:49.

Já à noite, às 22:49, aterrou um voo da TAP, proveniente do Porto. A aeronave partiu depois do aeroporto da Madeira às 23:51, novamente com destino ao continente.

No ‘site’ da ANA é possível verificar que mais de 25 aterragens de diversas companhias que operam para a Madeira, oriundas de diferentes destinos, foram canceladas no domingo, bem como as correspondentes descolagens programadas.

Dois voos da Ryanair, um da British Airways e outro da TuiFly divergiram para outros aeroportos.

No domingo, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu um comunicado a alertar para “um episódio de tempo quente e seco no arquipélago” da Madeira, sendo expectáveis temperaturas máximas que podem atingir os 35 graus centígrados na costa sul.

“Estarão em vigor avisos de tempo quente a partir de domingo dia 25, com nível máximo Laranja nos dias 26 e 27 [segunda e terça-feira], prevendo-se que o episódio persista pelo menos até quinta-feira dia, 29”, lê-se no comunicado do IPMA.

Ainda segundo o IPMA, este “período será também marcado por uma intensificação do vento, em especial em zonas elevadas” e por valores da humidade relativa muito baixos que podem potenciar o aumento do risco de incêndio.

“Adicionalmente, no mesmo período poderá haver o transporte de poeiras em suspensão até ao arquipélago da Madeira devido ao fluxo persistente de leste”, é acrescentado na nota.

Também no domingo a capitania do Funchal prolongou o aviso de “vento forte” até às 18:00 de hoje, emitido devido às previsões para a orla marítima da Madeira.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados