23 Junho, 2024

Tempestade provoca danos graves no nordeste de Espanha

© D.R.

Uma tempestade “supercélula” ocorrida na quinta-feira provocou graves danos materiais em Espanha, sobretudo nas províncias de Aragão e Navarra, no nordeste do país, indicaram hoje fontes oficiais espanholas.

Segundo as primeiras estimativas do Centro de Coordenação Operacional (CECOP) espanhol, a tempestade descarregou 46 litros por metro quadrado numa hora em Alcañiz, com uma intensidade que chegou aos 26,6 litros em dez minutos, equivalentes a 166 litros por metro quadrado numa hora, e 54 no distrito de Valdespartera (Saragoça), 19,6 em dez minutos, equivalentes a 117 litros numa hora.

Os dados foram registados pelo observatórios da Agência Estatal de Meteorologia (Aemet), que levaram o Governo de Aragão a ativar o Plano Especial de Proteção Civil por risco de inundação (Procinar) de nível 1 para coordenar a operação.

A primeira frente de tempestade afetou Aragão, onde se registaram inundações de estradas e danos em algumas garagens e casas, e numerosas estradas secundárias tiveram de ser encerradas devido à presença de lama, poças de água e ramos de árvores.

Uma casa em Alcañiz também teve de ser evacuada devido às inundações e os seus ocupantes foram realojados num albergue, de acordo com fontes do Governo de Aragão.

A segunda frente, que já tinha provocado alguns estragos na Ribera Alta del Ebro, chegou à capital aragonesa às 18:00 locais (17:00 em Lisboa) e causou graves danos materiais, os mais graves no Parque Venecia, onde uma dezena de pessoas teve de ser resgatada pelos bombeiros depois de terem ficado presas dentro de veículos.

A terceira circular ficou completamente inundada, formando um rio de água que arrastou carros mas não causou danos pessoais.

O mau tempo afetou também as autoestradas próximas de Saragoça, onde também foram atingidas escolas e hospitais, bem como o comboio de alta velocidade que se dirigia para Barcelona, que foi imobilizado em La Cartuja, devido à inundação da via, e teve de regressar à estação de Delicias, onde os passageiros foram desembarcados enquanto aguardavam a possibilidade de retomar a viagem.

As fortes tempestades atingiram também Navarra e obrigaram os bombeiros e a polícia a intervir, principalmente para ajudar na drenagem e na limpeza das estradas, sem que tenham sido registados feridos.

Segundo fontes do governo regional, houve cerca de 20 intervenções em Pamplona, concentradas principalmente entre as 21:30 e as 22:00 horas locais, de acordo com as chamadas recebidas durante este período.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados