12 Junho, 2024

Município de Oeiras preparado para alojar 30 mil jovens durante JMJ

© Folha Nacional

O município de Oeiras vai alojar 30 mil jovens durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), anunciou hoje a autarquia, que prevê um investimento global no evento de dois milhões de euros.

Em comunicado hoje divulgado, a Câmara Municipal de Oeiras, liderada pelo independente Isaltino Morais, refere que está “fortemente empenhada em proporcionar uma estadia segura e confortável a todos quantos visitem o concelho durante” o período da JMJ.

Entre 31 de julho e 6 de agosto, os jovens vão ficar alojados maioritariamente em escolas, coletividades e instalações desportivas, sendo que, de acordo com a autarquia, “aproximadamente 2 mil ficarão em famílias de acolhimento”.

Já nas instalações da Bataria da Lage, em Oeiras, vão ficar acampados cerca de mil escoteiros, voluntários do evento.

A autarquia prevê, no âmbito da JMJ, um investimento global de cerca de dois milhões de euros.

O Passeio Marítimo de Algés será também palco de grandes eventos associados ao município de Oeiras, nomeadamente o Encontro das Nações – França, em 01 de agosto (40 mil participantes), o Encontro das Nações – Itália, em 2 de agosto (50 mil participantes), o encontro entre o Papa Francisco e os voluntários, em 6 de agosto (30 mil participantes) e em 7 de agosto o Encontro Caminho Neocatecumenal (70 a 80 mil participantes).

De acordo com a nota da autarquia do distrito de Lisboa, além das ações de caráter religioso (eucaristia e testemunhos vocacionais), estes eventos englobam também concertos e espetáculos artísticos integrados no Festival da Juventude.

Em relação à mobilidade no concelho, a autarquia fez um levantamento e mapeamento dos principais locais de deslocação dos peregrinos e potenciais locais de estacionamento de autocarros, estando a ser elaborada uma “planta geral” que identifica os principais eixos viários, as estações de comboio, paragens de autocarro e terminais rodoviários, locais de alojamento dos peregrinos e acessos pedonais recomendados.

De forma a garantir a segurança e saúde pública, estão a ser realizadas visitas técnicas, com elementos da Proteção Civil de Oeiras, da Administração Regional de Saúde, da câmara municipal e das paróquias e comités organizadores paroquiais, a todas instalações que irão acolher mais de 100 peregrinos.

Também foram identificadas bolsas de estacionamento para autocarros “que permitirão dar uma resposta célere às necessidades” que venham a ser identificadas durante a JMJ.

De acordo com a autarquia, em articulação com a PSP de Oeiras, já foi também estabelecido e testado o plano de mobilidade/segurança relativa aos eventos que irão decorrer no Passeio Marítimo de Algés, com particular enfoque no evento de dia 6 de agosto.

Considerada o maior acontecimento da Igreja Católica, a JMJ vai realizar-se este ano em Lisboa, entre 1 e 6 de agosto, sendo esperadas cerca de 1,5 milhões de pessoas.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados