19 Junho, 2024

Dias nas Dioceses reúnem mais de 67.500 jovens de 126 países

©Facebook\JMJ

Os Dias nas Dioceses, que a partir da próxima quarta-feira antecedem a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), vão contar com mais de 67.500 peregrinos de 126 países, dos cinco continentes, informou hoje a organização.

Os jovens vão estar, entre 26 e 31 de julho, distribuídos por 17 dioceses — ficam de fora as chamadas dioceses de acolhimento, Lisboa, Setúbal, Santarém e das Forças Armadas e de Segurança -, integrando mais de 950 grupos. O alojamento dos jovens peregrinos será com famílias de acolhimento, nas paróquias, em escolas ou outras instalações públicas.

A diocese do Porto vai receber mais de 16.500 peregrinos, a de Coimbra mais de 14 mil e em Leiria-Fátima vão ficar 7.500 participantes, acrescentou a organização.

Para o padre Filipe Diniz, coordenador nacional dos Dias nas Dioceses, citado na informação disponibilizada na página da JMJ Lisboa 2023, “é uma grande riqueza a diversidade de países e de grupos oriundos dos cinco continentes nas dioceses portuguesas” para viver estes dias que antecipam a Jornada.

“Ao longo dos Dias nas Dioceses, os jovens vão conhecer a Igreja local, com as suas especificidades, as pessoas e a região, tendo cada uma das dioceses um programa centrado em cinco pilares: Acolhimento, Descoberta, Missão, Cultura e Envio”, acrescenta a organização.

Lisboa foi a cidade escolhida pelo Papa Francisco para a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer entre os dias 01 e 06 de agosto deste ano, com as principais cerimónias a terem lugar no Parque Eduardo VII e no Parque Tejo, a norte do Parque das Nações, na margem ribeirinha do Tejo, em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

O primeiro encontro aconteceu em 1986, em Roma, tendo já passado, nos moldes atuais, por Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

A edição deste ano, que contará com a presença do Papa Francisco, esteve inicialmente prevista para 2022, mas foi adiada devido à pandemia de covid-19.

O Papa Francisco foi a primeira pessoa a inscrever-se na JMJ Lisboa 2023, no dia 23 de outubro de 2022, no Vaticano.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados