14 Julho, 2024

Jovens portugueses deixam casa dos pais aos 27,9 anos, acima da média da UE

©D.R.

Os jovens em Portugal saem de casa dos pais, em média, aos 27,9 anos, acima da média da União Europeia (UE), de 26,4 anos, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat para o ano de 2022.

As idades médias mais elevadas para a saída da casa dos pais, com 30 anos ou mais, foram registadas na Croácia (33,4 anos), Eslováquia (30,8), Grécia (30,7), Bulgária e Espanha (ambas com 30,3), Malta (30,1) e Itália (30,0).

Em contrapartida, de acordo com o serviço estatístico da UE, as idades médias mais baixas, todas inferiores a 23 anos, foram registadas na Finlândia (21,3 anos), Suécia (21,4), Dinamarca (21,7) e Estónia (22,7).

Analisando por género, os homens (UE 27,3) deixam a casa dos pais mais tarde do que as mulheres (UE 25,4), uma diferença acompanhada pelos 27 Estados-membros.

Portugal (30,4 anos) é o nono Estado-membro onde os homens saem de casa depois dos 30 anos, juntamente com a Croácia (34,7), Bulgária (32,3), Grécia (32,1), Eslováquia (31,9), Espanha (31), Itália (30,9), Malta e Eslovénia (30,5 anos cada)

A Croácia é o único país da UE onde as mulheres saem de casa depois dos 30 (30,2), seguida por Malta (29,8), Eslováquia (29,7), Espanha (29,5), Grécia (29,2) e Portugal (29 anos) a par da Itália.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados