13 Junho, 2024

Autoeuropa inicia hoje paragem de produção que já provocou despedimentos

A fábrica de automóveis da Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, inicia hoje uma paragem de produção de nove semanas que já provocou o despedimento de centenas de trabalhadores precários.

© D.R.

A fábrica de automóveis da Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, inicia hoje uma paragem de produção de nove semanas que já provocou o despedimento de centenas de trabalhadores precários.

Além dos 100 trabalhadores precários dispensados pela fábrica de automóveis do grupo alemão Volkswagen, há várias empresas do parque industrial que também já anunciaram a intenção de dispensar dezenas de trabalhadores temporários ou com contratos a termo.

Segundo a Coordenadora das Comissões de Trabalhadores do parque industrial, até à passada sexta-feira a Autoeuropa e as empresas fornecedoras já tinham confirmado o despedimento de 291 trabalhadores precários.

O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul (SITE-Sul) garantiu, no entanto, que já tinha conhecimento de um total de 560 despedimentos.

A paragem de produção na fábrica de automóveis da Autoeuropa, em Palmela, no distrito de Setúbal, de 11 de setembro a 12 de novembro, deve-se às dificuldades de um fornecedor da Eslovénia, que foi severamente afetado pelas cheias que ocorreram no início do mês de agosto naquele país.

A Autoeuropa, que decidiu recorrer ao `lay-off´ durante a paragem de produção, vai assegurar o pagamento de 95% dos salários aos seus trabalhadores, mas há diversas empresas do parque industrial que se preparam para aplicar cortes salariais de 5%, 10% e 33%.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados