15 Junho, 2024

Instituto promove Vinho Madeira em Los Angeles para aumentar exportações

O Instituto do Vinho, Bordado e Artesanato da Madeira (IVBAM) organiza hoje um dia de promoção do Vinho Madeira em Los Angeles, para aumentar as exportações e destacar a ligação histórica com os EUA.

© Facebook/madeirawine

“Os Estados Unidos são um mercado de extrema importância para a exportação do Vinho Madeira, considerando que é o primeiro país em termos de valor”, disse à Lusa a presidente do Conselho Diretivo do IVBAM, Paula Jardim.

O evento “Madeira Wine Experience” terá a participação da Henriques & Henriques, Vinhos Barbeito, The Rare Wine Company, D’ Oliveiras, Justino’s Madeira Wines, Broadbent Selections, Blandy’s, Cossart Gordon e Miles.

“O objetivo desta ação é dar um pouco a conhecer a ligação que o Vinho Madeira tem com os Estados Unidos e aumentar a comercialização para este mercado”, frisou Jardim.

“Tem todo o interesse dos operadores e economicamente é uma ação de extrema importância”, acrescentou.

A responsável disse que a exportação em todo o ano de 2022 atingiu cerca de 3,4 milhões de euros e em 2023 já está quase nos três milhões de euros, o que mostra a apetência dos norte-americanos por este vinho de nicho que o Instituto quer promover pela “excelência e qualidade”.

O evento, que decorrerá em Beverly Hills, espera a participação de 400 pessoas. Metade serão profissionais da indústria, distribuídos por várias ‘masterclasses’, e metade serão consumidores que vão pagar 55 dólares (51,5 euros) para poderem degustar as variedades oferecidas — Sercial, Boal e Malvasia — a partir do final da tarde.

“Há aqui há um interesse pelo mercado em causa e também pela relação histórica que o Vinho Madeira tem com os Estados Unidos”, afirmou Paula Jardim, referindo que os pais fundadores do país elegeram este vinho para brindarem à independência em 1776.

“Temos incentivado a promoção do Vinho Madeira com esta ligação”, salientou a responsável. “É um mercado bastante grande em que o Vinho Madeira tem interesse pela qualidade do produto que é, um produto único com uma ligação histórica”, acrescentou.

Afirmando que a expectativa em relação ao evento é grande, a presidente do IVBAM indicou que a produção ronda os 4 milhões de litros numa área de 403 hectares.

“É um vinho fortificado, de mesa, com características únicas”, apontou. “Com os resultados anuais que se têm verificado na comercialização do vinho nos Estados Unidos, acho que temos conquistado o paladar e aquilo que os americanos podem apreciar de um vinho produzido no oceano Atlântico e por uma ilha pequenina que faz um vinho de excelência”, disse Jardim.

O evento surge depois de uma década de ausência. No passado recente houve ações semelhantes em cidades como Nova Iorque, Washington e São Francisco.

“Este ano coube a Los Angeles e penso que vamos conquistar também os americanos daqui a apreciarem o Vinho Madeira”, antecipou Paula Jardim. “É um mercado com uma capacidade de compra grande e é um público-alvo em que queremos incidir”, defendeu.

O IVBAM tem já a intenção de fazer mais ações em Los Angeles no próximo ano, o que dependerá de vários fatores e do entusiasmo do público e dos profissionais da área.

“Estamos a trabalhar para conquistar o paladar e a apetência dos americanos”, sublinhou a presidente.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados