15 Junho, 2024

Câmaras de Alfândega da Fé e Macedo de Cavaleiros alvo de buscas da PJ

As câmaras municipais de Alfândega da Fé e de Macedo de Cavaleiros, no distrito de Bragança, estão hoje a ser alvo de buscas por parte da Polícia Judiciária (PJ) no âmbito da operação Gota d’Água, confirmaram as autarquias.

©Facebook PJ

Também já os municípios de Vila Flor e de Mirandela tinham confirmado à Lusa estar a ser alvo de buscas.

Fonte da Câmara Municipal de Alfândega da Fé avançou à Lusa que as buscas foram concentradas na casa de uma funcionária e no seu posto de trabalho.

Em causa estará, adiantou a mesma fonte, uma queixa anónima entre laboratórios que “suspeitas lançaram de parâmetros da qualidade da água”.

Fonte ligada à autarquia de Macedo de Cavaleiros confirmou à Lusa as buscas e remeteu para breve um comunicado.

A PJ de Vila Real anunciou hoje a detenção de 20 pessoas e a realização de 60 buscas a entidades públicas e privadas, no âmbito de uma investigação por falsificação de análises de água destinada ao consumo humano.

Em comunicado, a PJ referiu que “procedeu à realização de 60 buscas domiciliárias e não domiciliárias, que visaram diversos particulares, empresas e entidades públicas sitas em diferentes concelhos do território nacional, designadamente em Aveiro, Braga, Bragança, Coimbra, Guarda, Lisboa, Porto, Vila Real e Viseu”.

A Operação Gota D’água “tem por objeto a atividade fraudulenta de um laboratório responsável pela colheita e análise de águas destinadas a consumo humano, águas residuais, águas balneares, piscinas, captações, ribeiras, furos e poços, estando em causa crimes de abuso de poder, falsidade informática, falsificação de documento agravado, associação criminosa, prevaricação, propagação de doença e falsificação de receituário”, acrescentou a polícia.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados