27 Maio, 2024

Ex-ministro da Gâmbia condenado por crimes contra a humanidade

O principal tribunal criminal da Suíça condenou hoje um antigo ministro do Interior da Gâmbia por crimes contra a humanidade durante a repressão das forças de segurança contra opositores, informou uma Organização Não-Governamental (ONG).

© D.R.

Ousman Sonko, ministro do Interior da Gâmbia entre 2006 e 2016, durante o Governo do então Presidente, Yahya Jammeh, foi condenado a 20 anos de prisão, informou na rede social Twitter a Trial International, ONG que combate a impunidade associada a crimes internacionais.

O julgamento, que começou em janeiro, foi visto por grupos de defesa como uma oportunidade para se garantir uma condenação ao abrigo da “jurisdição universal”, que permite a acusação de crimes graves cometidos no estrangeiro.

O veredicto foi lido hoje no Tribunal Penal Federal Suíço, no sul de Bellinzona.

Sonko pediu asilo na Suíça em novembro de 2016 e foi detido dois meses depois.

O gabinete do procurador-geral suíço disse que a acusação contra Sonko, apresentada há um ano, abrangia crimes praticados durante o regime de Jammeh, cujo Governo foi responsável por detenções arbitrárias, abusos sexuais e execuções extrajudiciais.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados