18 Julho, 2024

PJ detém três pessoas por acesso ilegítimo aos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde

A Polícia Judiciária (PJ) desmantelou um grupo organizado cibercriminoso e deteve três pessoas por acesso ilegítimo a plataformas dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) e da Segurança Social Direta, revelou hoje o órgão de polícia criminal.

© Facebook da PJ

Segundo a nota divulgada pela PJ, no decorrer da operação “#PINKSp@m” foram feitas 21 buscas domiciliárias e apreendido material informático, com o qual eram feitos acessos a plataformas ‘online’ de uso exclusivo por profissionais de saúde e ao canal ‘online’ da Segurança Social com credenciais de funcionários. Desta forma foram também disseminadas campanhas de falsas dívidas a empresas, entre as quais EDP Comercial, CTT, Endesa, Galp e outras.

Sobre os três detidos recai a suspeita dos crimes de acesso ilegítimo agravado, falsidade informática agravada, acesso indevido agravado, dano relativo a programas ou outros dados informáticos, falsificação de documento e burla qualificada.

A operação “#PINKSp@m” foi coordenada pela Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T).

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados