21 Maio, 2024

TAP: Presidente executiva ouvida no parlamento na quarta-feira a pedido do CHEGA

© Facebook /Tap

A presidente executiva da TAP vai ser ouvida no parlamento na próxima quarta-feira, na sequência do requerimento potestativo (de caráter obrigatório) apresentado pelo CHEGA, para dar explicações sobre a indemnização paga à antiga secretária de Estado.

De acordo com a agenda da Comissão de Economia, Obras Públicas, Planeamento e Habitação, disponibilizada no ‘site’ do parlamento, a audição de Christine Ourmières-Widener está marcada para dia 18 de janeiro, às 10:30.

Na segunda-feira, o presidente do CHEGA, André Ventura, anunciou que o partido iria chamar ao parlamento a presidente executiva da TAP, obrigatoriamente, para explicar a indemnização de Alexandra Reis, depois de o PS ter rejeitado a proposta de audição num primeiro momento.

“O CHEGA considera que é chegado o momento de requerer potestativamente audição à exma. presidente da Comissão Executiva da TAP, Christine Ourmières-Widener, para que finalmente consiga a Assembleia da República alcançar a verdade que tanta falta faz para dissipar a névoa que envolve toda esta novela”, lê-se no requerimento divulgado pelo partido naquele dia.

Também o ministro das Finanças, Fernando Medina, esteve na sexta-feira na Assembleia da República a dar explicações sobre o caso da indemnização de meio milhão de euros paga à antiga secretária de Estado Alexandra Reis, que levou à demissão do ex-ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, e a uma remodelação no Governo.

Na quarta-feira, num debate parlamentar, o primeiro-ministro considerou que a ex-secretária de Estado do Tesouro Alexandra Reis violou o estatuto do gestor público quando foi nomeada para a Navegação Aérea de Portugal (NAV) e não devolveu parte da indemnização que tinha recebido da TAP.

O PS já indicou que vai viabilizar uma comissão de inquérito parlamentar sobre a TAP.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados