24 Abril, 2024

Uma sorte do ….

© D.R.

Negligência, má interpretação de dados, erro de análise ou até mesmo aselhice – podem ser estes os motivos que levaram à amputação indevida do pénis de um paciente italiano em novembro de 2018, no Hospital San Donato, em Arezzo.

Num mundo “progressista” onde há quem peça para perder o seu pequeno órgão, há também aqueles que o perdem, supostamente, por caducidade!

Um diagnóstico apontava para um tumor maligno num paciente de 60 anos de idade que, por sua vez, se viu obrigado a ser submetido a uma cirurgia para impedir a propagação do cancro. Após aquela que terá sido uma cirurgia bem-sucedida, na ótica do médico, acabou por ser o pior pesadelo para este homem quando soube que perdera um amigo de longa data por engano. Segundo análises preliminares ao fálico inanimado, concluiu-se que nenhum perigo este representava à sua saúde e que tudo não passara de um pequeno mal-entendido.

O infortunado exigiu uma compensação financeira e já foi ouvido sobre o caso a 9 de março, em Arezzo. É caso para dizer que teve uma sorte do …

Folha Nacional

Folha Nacional

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados