13 Junho, 2024

Imagem Peregrina de Fátima chega à Jornada de barco pelo Tejo

© D.R.

Uma imagem da Virgem Peregrina de Fátima vai ser transportada para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em peregrinação, a partir de dia 27 de julho, com a etapa final, em 31 de julho, a ser feita de barco, no rio Tejo, a partir de Vila Franca de Xira.

O desembarque da imagem será feito no Cais da Marinha, com cerca de quatro dezenas de embarcações típicas do Tejo a acompanharem a fase final da peregrinação.

Entre 27 e 30 de julho, cerca de 400 jovens levarão a imagem, a pé, entre o Santuário de Fátima e Vila Franca de Xira, numa peregrinação organizada pelo Corpo Nacional de Escutas (CNE), com o apoio do Santuário de Fátima.

“Esta peregrinação é uma oportunidade internacional de encontro de jovens, com dinâmicas de convívio, oração, partilha, e uma incrível forma de viver as pré-jornadas para estes participantes”, considera o CNE, acrescentando que, após a chegada a Lisboa, “a imagem de Nossa Senhora de Fátima irá para a igreja de São Tomás de Aquino, como núcleo de uma atividade sobre a temática da paz — a mensagem do Fátima, o Escutismo e a construção da paz -, que vai permitir aos visitantes endereçar uma mensagem, um pedido de paz aos líderes mundiais”.

A organização da JMJ informou, entretanto, que, à semelhança do que aconteceu no Panamá em 2019, também nesta Jornada Mundial da Juventude “a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima vai marcar presença em momentos de recitação do terço, de oração pessoal e em dinâmicas de promoção da paz”.

Estes momentos vão inserir-se no conjunto de 55 eventos religiosos que integram o programa do Festival da Juventude, e que decorrerão em múltiplos espaços da cidade de Lisboa.

Além disso, vai ser possível contar ainda com encontros inter-religiosos e ecuménicos, de forma a procurar a harmonia baseada no respeito pelas diferenças.

Ao longo da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023, que decorre na semana do encontro mundial de jovens com o Papa, entre 01 e 06 de agosto, o Festival da Juventude vai contar com 55 eventos religiosos, espalhados por diversos espaços. “Dentro desta categoria estão englobados testemunhos, momentos de oração, de adoração, que podem ser conduzidos por movimentos, associações ou congregações de várias partes do mundo”, adiantou a organização.

Além dos 55 eventos religiosos, o Festival da Juventude conta com mais de 480 eventos culturais e desportivos espalhados por mais de 100 espaços, onde os peregrinos “vão poder vivenciar momentos de partilha de fé e alegria com os jovens de todo o mundo”.

Lisboa foi a cidade escolhida pelo Papa Francisco para a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer entre os dias 01 e 06 de agosto deste ano, com as principais cerimónias a terem lugar no Parque Eduardo VII e no Parque Tejo, a norte do Parque das Nações, na margem ribeirinha do Tejo, em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

O primeiro encontro aconteceu em 1986, em Roma, tendo já passado, nos moldes atuais, por Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

A edição deste ano, que contará com a presença do Papa Francisco, esteve inicialmente prevista para 2022, mas foi adiada devido à pandemia de covid-19.

O Papa Francisco foi a primeira pessoa a inscrever-se na JMJ Lisboa 2023, no dia 23 de outubro de 2022, no Vaticano, após a celebração do Angelus.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados