14 Julho, 2024

OMT passa a ser “ONU Turismo” para marcar nova era do setor a nível mundial

A Organização Mundial do Turismo (OMT) anunciou entrar hoje “numa nova era, com um novo nome e uma nova marca” - ONU Turismo – com a qual reafirma o seu estatuto de “líder global em turismo para o desenvolvimento”.

© D.R.

 

“Com esta nova marca, a organização reafirma o seu estatuto de organização especializada das Nações Unidas para o turismo e líder global em turismo para o desenvolvimento, impulsionando a mudança social e económica para garantir que ‘as pessoas e o planeta’ sejam o centro das atenções”, lê-se num comunicado.

Para atingir este objetivo, a ONU Turismo contratou os serviços da agência de criação de marcas Interbrand, que “traduziu com sucesso a visão renovada da organização para o turismo numa nova identidade visual e narrativa de marca”.

Como resultado, a organização alterou a designação de OMT para ONU Turismo, acompanhando uma narrativa de marca “meticulosamente criada para estar perfeitamente alinhada com a sua missão e prioridades centrais” e assente em três mensagens principais: as Nações Unidas como organização altruísta global, a ideia de conectar pessoas em todo o mundo e o conceito de proatividade e movimento.

Ao afastar-se das siglas, a ONU Turismo diz adotar “uma postura mais acessível e potenciar os seus pontos fortes: ‘ONU’, que significa autoridade, e ‘turismo’, que é um conceito simples com o qual todas as pessoas se identificam”.

Segundo refere, esta mudança foi apoiada pelos membros da organização, evidenciando o seu “apoio determinado à profunda transformação e reinvenção da ONU Turismo nos últimos anos, à medida que se tornou mais ágil, visível e próxima dos seus Estados-membros, dos seus parceiros e do setor como um todo”.

Com 160 Estados-membros e centenas de afiliados do setor privado, a ONU Turismo tem sede em Madrid, Espanha, e escritórios regionais em Nara, Japão, que cobrem a Ásia e o Pacífico, e em Riade (Arábia Saudita), para o Médio Oriente. Futuramente disporá também de escritórios regionais para as Américas (no Rio de Janeiro, Brasil) e África (em Marrocos).

As prioridades da organização centram-se na promoção do turismo para o desenvolvimento sustentável, em linha com a Agenda 2030 das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e os seus 17 Objetivos Globais.

A ONU Turismo promove ainda uma educação de qualidade, apoia a criação de empregos dignos no setor, identifica talentos, impulsiona a inovação e acelera a ação e a sustentabilidade climática e a sustentabilidade no turismo.

Citado no comunicado, o secretário-geral da ONU Turismo, Zurab Pololikashvili, afirma que, “à medida que a sociedade progride, o setor do turismo, como muitos outros setores, precisa de se transformar para se tornar um catalisador para a prosperidade à escala universal”.

“Aumentar o bem-estar das pessoas, proteger o ambiente natural, estimular o progresso económico e promover a harmonia internacional são objetivos fundamentais que constituem a essência central da ONU Turismo. A organização assume o papel de impulsionar uma força sustentável que é central para muitas economias”, sustenta.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados