20 Fevereiro, 2024

Défice comercial dos EUA atinge o nível mais baixo desde 2020

O défice comercial dos Estados Unidos caiu em 2023 para o nível mais baixo desde 2020, com as exportações de bens e serviços a atingirem um nível inédito, indicou hoje o Departamento do Comércio.

© D.R.

O saldo entre importações e exportações diminuiu 18,7% em 2023 em relação a 2022, ficando em 773,4 mil milhões de dólares (717,7 mil milhões de euros), de acordo com os dados divulgados.

Os Estados Unidos exportaram 3,05 biliões de dólares de bens e serviços em 2023, um nível recorde e um aumento de 1,2% em relação ao ano anterior.

As importações recuaram 3,6% para 3,82 biliões de dólares.

Em 2023, o México ocupou o lugar até então ocupado pela China como principal parceiro comercial dos Estados Unidos, uma posição que o país asiático ocupava há mais de 20 anos.

A China vendeu 427,2 mil milhões de dólares em bens e serviços (uma descida de 109,1 mil milhões em comparação com o ano anterior), enquanto o México exportou para o país vizinho 475,6 mil milhões de dólares (um aumento de 20,8 mil milhões).

No entanto, no mês de dezembro, o défice comercial dos Estados Unidos aumentou 0,5% para 62,2 mil milhões de dólares, quando os analistas esperavam que ficasse em 62 mil milhões.

O comércio internacional, em particular as trocas com a China, tem sido um assunto central na pré-campanha para as presidenciais de novembro.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados