27 Maio, 2024

Detido um dos maiores recetadores de bivalves em megaoperação da Polícia Marítima

A Polícia Marítima deteve um dos maiores recetadores nacionais de bivalves, numa megaoperação nos distritos de Lisboa e Setúbal que resultou na constituição de nove arguidos e permitiu apreender 11 toneladas de amêijoa japónica, revelou hoje esta força.

© Folha Nacional

 

A Unidade Central de Investigação Criminal (UCIC) da Polícia Marítima executou 11 mandados de busca e apreensão domiciliária e não domiciliária, na sequência de uma investigação que decorre há 11 anos.

A megaoperação, denominada “King”, culminou em duas detenções fora de flagrante delito, referiu a Autoridade Marítima Nacional (AMN) em comunicado.

Um dos detidos é “um dos maiores recetadores nacionais de bivalves”, frisou, detalhando que a operação contou com a colaboração de elementos do Comando Regional da Polícia Marítima do Centro, da PSP, da ASAE (Autoridade de Segurança Alimentar e Económica) e da Polícia Nacional de Espanha.

“Foram ainda constituídos mais sete arguidos, de nacionalidade portuguesa e de países da Europa de Leste, assim como duas empresas”, acrescentou.

A Polícia Marítima apreendeu cinco viaturas de transporte dos bivalves, telemóveis, computadores, documentos relacionados com o transporte e faturação e apetrechos de transporte e acondicionamento da carga, entre outros, revelou ainda.

A megaoperação resultou também na apreensão de cerca de 11 toneladas de amêijoa japónica, que após parecer das autoridades veterinárias, serão destruídas, por constituírem perigo para a saúde pública, pode ler-se ainda no comunicado.

Antes, numa nota publicada na sua página da internet, a AMN já tinha anunciado a realização da megaoperação de combate à captura ilegal de bivalves nos concelhos de Lisboa, Vila Franca de Xira (distrito de Lisboa) e Palmela (distrito de Setúbal).

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados