12 Junho, 2024

Francês Rassemblement National tem como prioridade a “ordem e a segurança”

Jordan Bardella, dirigente do partido Rassemblement National de extrema-direita, em França, afirmou que tem como prioridade restaurar a ordem e a segurança caso vença as eleições legislativas.

© Facebook de Jordan Bardella

Em entrevista à estação de rádio RTL, o vencedor das eleições europeias de domingo em França, como cabeça de lista do Rassemblement National (RN), disse que o partido está “pronto para governar”.

Bardella afirmou que o partido preparou “há meses” vários projetos de lei sublinhando que pode haver intervenção nos assuntos respeitantes ao “poder de compra, imigração e segurança”.

Mesmo assim, acrescentou que as condições de um eventual governo do RN podem complicar-se porque Emmanuel Macron “vai permanecer” como chefe de Estado.

No plano económico, Bardella disse que “a situação económica é complicada” frisando que se regista “uma dívida” com níveis máximos.

Por esta razão, mostrou-se cauteloso quando questionado se iria anular a reforma das pensões adotada no ano passado por Macron e que atrasa a idade mínima de reforma de 62 para os 64 anos de idade.

Uma das suas principais medidas “a favor do poder de compra” – uma das principais preocupações dos franceses, segundo as sondagens -, é anular o aumento de 11% do gás para os consumidores privados, previsto para entrar em vigor no dia 01 de julho.

Além de confirmar a intenção de proceder à anulação, o dirigente político reafirmou que pretende baixar o IVA de 20% para uma taxa de 5,5% para a eletricidade, gás e gasóleo e “sair das regras europeias sobre tarifas da eletricidade”.

A este respeito, a intenção do partido liderado por Marine Le Pen é criar um sistema de preços baseado nos custos de produção apenas em França, com a intenção declarada de que os consumidores franceses beneficiem dos investimentos efetuados nas centrais nucleares, que fornecem cerca de 70% da energia do país.

Para ganhar as eleições de 30 de junho e 07 de julho (o sistema eleitoral prevê a realização de duas voltas), o RN está a procurar apoio externo.

Bardella e Le Pen iniciaram contactos hoje com Marion Maréchal, sobrinha da líder do RN e candidata às eleições europeias pelo partido Reconquista, um partido considerado mais extremista do que o Rassemblement National.

Também foram estabelecidos contactos com membros dos Republicanos (LR), o partido da direita clássica, embora Bardella não tenha divulgado nomes.

Nas eleições europeias de domingo, a lista encabeçada por Bardella obteve a vitória, com 31,37% dos votos, mais do dobro dos votos obtidos pelo partido de Macron (14,6%).

Em terceiro lugar ficou o Partido Socialista (PS) com 13,83%, seguido de La France Insoumise (LFI, 9,89%), LR (7,25%), Os Verdes (5,50%) e o Reconquista com 5,47%.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Newsletter

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados