17 Julho, 2024

Banco Mundial duplica emissão de garantias financeiras para 20 mil milhões até 2030

As entidades que compõem o Banco Mundial começaram esta semana a utilizar uma plataforma única para emissão de garantias aos investidores, pretendendo duplicar para 20 mil milhões de dólares por ano até final da década.

© DR

“A plataforma, sediada na Agência Multilateral de Garantias ao Investimento (MIGA), junta produtos e peritos do Banco Mundial, da Corporação Financeira Internacional (IFC), e da MIGA para a simplicidade, eficiência e rapidez, com o objetivo de aumentar as emissões anuais do Grupo Banco Mundial para 20 mil milhões de dólares [18,4 mil milhões de euros] em 2030”, lê-se no comunicado.

A junção das garantias ao investimento enquadra-se no conjunto de medidas que o Grupo está a tomar para agilizar os procedimentos e melhorar a eficácia do financiamento do desenvolvimento, ao abrigo da nova estratégia aprovada pelos acionistas e pelo G20 depois da tomada de posse de Ajay Banga, que pretende tornar os bancos multilaterais de desenvolvimento maiores, melhores e mais ousados.

A plataforma “servirá de ponto de contacto único para todas as garantias do Grupo Banco Mundial, assegurando a melhor solução para os clientes, no que diz respeito às necessidades dos projetos e às prioridades do desenvolvimento”, apresentada como um cardápio com várias opções.

No comunicado, o Grupo Banco Mundial diz que haverá três tipos de cobertura: garantias de crédito para empréstimos ao setor público ou privado, garantias para projetos de financiamento comercial envolvendo entidades públicas, e seguros de riscos políticos e comerciais para projetos do setor privado ou em parcerias público-privadas.

“A solução transformadora da plataforma deverá revolucionar o panorama do financiamento do desenvolvimento, revitalizando o papel das garantias no desenvolvimento e alinhando-se com o esforço global de mobilização de capital privado para o desenvolvimento, e complementa o apoio a nível nacional do Banco na criação de um ambiente propício para a mobilização de capital privado”, lê-se ainda no texto.

A nova plataforma de emissão de garantias para os investidores dará prioridade aos projetos de grande impacto, otimizando a alocação de recursos e facilitando o crescimento dos países onde os projetos são lançados, explica ainda o Banco Mundial.

No ano fiscal de 2024, que terminou em 01 de julho, o Grupo Banco Mundial emitiu mais de 10 mil milhões de dólares (9,3 mil milhões de euros) em novas garantias usando produtos que serão parte da nova plataforma: 8,2 mil milhões de dólares (7,5 mil milhões de euros) da MIGA, 1,4 mil milhões de dólares (1,2 mil milhões de euros) da IFC, e quase 700 milhões de dólares do Banco Mundial, conclui-se no comunicado.

Agência Lusa

Agência Lusa

Folha Nacional

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Contactos

Receba o Folha Nacional no seu e-mail

© 2023 Folha Nacional, Todos os Direitos Reservados